Ibovespa sobe com recuperação da Petrobras (PETR4)

Dados de inflação do Brasil e dos Estados Unidos também favoreceram os negócios nesta terça (12).

Author
Publicado em 12/03/2024 às 18:26h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 12/03/2024 às 18:26h Atualizado 2 meses atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)
(Shutterstock)

Depois de atingir o menor patamar no ano, o Ibovespa teve um dia de recuperação nesta terça-feira (12). O principal índice da B3 subiu 1,22%, aos 127.667 pontos. Já o dólar caiu 0,07%, a R$ 4,97.

📈 O Ibovespa vinha caindo desde quinta-feira (7) pressionado pela Petrobras (PETR4), que frustrou o mercado ao não liberar dividendos extraordinários. Os papeis da petroleira, no entanto, subiram mais de 3% nesta terça-feira (12). Veja como as ações da Petrobras fecharam:

Além disso, o Ibovespa foi favorecido pelos dados de inflação do Brasil e dos Estados Unidos.

Por aqui, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) acelerou 0,83% em fevereiro, acumulando uma alta de 4,50% nos últimos 12 meses.

O IPCA veio acima do esperado, mas os preços dos serviços subjacentes cederam, o que animou o mercado. Para o presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, a inflação dos serviços é um ponto de atenção.

Leia também: Mercado eleva projeções para a inflação e o PIB de 2024, confira

Nos Estados Unidos, a inflação subiu 0,4% em fevereiro e acumula uma alta de 3,2% em 12 meses. O dado ficou levemente acima do de janeiro, quando a inflação avançou 0,3% e subiu 3,1% em 12 meses. Contudo, ficou dentro das expectativas do mercado.

Sem sustos com a inflação, as bolsas americanas também fecharam em alta. Veja:

  • Dow Jones: 0,61%;
  • S&P: 1,12%;
  • Nasdaq: 1,54%.

Altas

O mercado também reagiu positivamente a balanços divulgados nesta semana. Veja algumas empresas que subiram com os resultados de 2023:

Quedas

📉 A Vale (VALE3), por outro lado, teve mais um dia de queda. Os papeis da mineradora recuaram 0,62%, a R$ 60,84, pressionados pelo recuo dos preços do minério de ferro e pela renúncia de um dos seus conselheiros.

O conselheiro independente José Luciano Duarte Penido renunciou ao cargo na segunda-feira (11), afirmando que o processo sucessório da companhia "vem sendo conduzido de forma manipulada, não atende ao melhor interesse da empresa e sofre evidente e nefasta influência política".

Depois de semanas de negociação, o Conselho de Administração da Vale decidiu na sexta-feira (8) estender o mandato do atual presidente da companhia, Eduardo Bartolomeo, até o fim do ano. A companhia pretende escolher um novo CEO neste período.

Veja outras quedas do dia: