Enauta (ENAT3) levou a melhor entre petroleiras no 1T24, mostram balanços

Petrobrás reporto maior lucro líquido, mas teve recuo

Author
Publicado em 18/05/2024 às 15:00h - Atualizado 26 dias atrás Publicado em 18/05/2024 às 15:00h Atualizado 26 dias atrás por Wesley Santana

Entre as empresas do setor de petróleo e gás que já divulgaram seus balanços do primeiro trimestre de 2024, apenas uma teve um registro positivo na comparação anual. 

💰 A Enauta (ENAT3) reportou um lucro de R$ 209 milhões no período, sendo este um avanço de 77% em relação a 1T23. A empresa também conseguiu elevar sua receita líquida em 83% para a casa de R$ 816 milhões. 

Já a PetroRio (PRIO3) trouxe números mistos, com um lucro líquido de US$ 217 milhões, caindo 2% no intervalo de doze meses. O resultado fica no positivo se excluído o IFRS que, neste caso, o lucro soma US$ 224 milhões, conforme relatou no documento. 

Enquanto isso, a Petrobrás (PETR4) alcançou R$ 23,7 bilhões entre janeiro e março deste ano, com uma queda de 38%. Mesmo assim, a maior petroleira do país foi a sexta maior do mundo em lucro líquido e a segunda maior estatal, atrás apenas Saudi Aramco.

No mesmo período, a PetroReconcavo (RECV3) viu seu lucro recuar em 45%, para R$ 110 milhões. Por outro lado, teve um crescimento de receita na base de 8% em relação a 4T23 e de 4% sobre 1T23.

A 3R Petroleum (RRRP3) ficou na lanterna, com um prejuízo que passa de R$ 235 milhões, revertendo uma temporada de alta que havia alcançado. Os lucros da companhia foram impactados pela necessidade de intervenções para a reposição de bombas em poços do campo, conforme destacou o presidente, Matheus Dias.

Leia mais: Petrobras (PETR4) já perdeu mais do que a Prio (PRIO3) em valor de mercado

O que as corretoras recomendam

🛢️ De maneira geral, as ações da 3R Petroleum são recomendadas por quatro das quatro corretoras de investimentos consultadas pela reportagem. Na sequência, a Petrobras aparece como indicação de três dessas instituições, conforme dados a seguir. 

A Genial Investimentos mantém recomendação de compra para Prio e 3R, enquanto indica mantem posição neutra para Petrobras e PetroReconcavo. Para a XP, os investidores devem comprar Petrobras, 3R, PetroReconcavo e Prio. 

O BTG mantém recomendação de compra para todas as cinco ações, exceto para a Enauta, que não faz cobertura. A Toro destaca compra para Petrobras, 3R e PetroRio, mas se mostra neutra para Enauta.

Fusão entre Enauta e 3R

📜 Na última sexta-feira (17), as petrolíferas Enauta e 3R anunciaram um acordo de fusão que cria a segunda maior empresa do ramo no país, atrás apenas da Petrobras. Juntas, as duas empresas vão conseguir produzir até 100 mil barris de petróleo e gás natural por dia.  

O negócio ficou avaliado em R$ 6 bilhões, sendo que a 3R ficará com 53% da nova empresa e a Enauta com 47%. As ações da Enauta devem ser excluídas da bolsa de valores, já que ela vai se tornar uma subsidiária da 3R. 

Ficou decidido que Décio Oddone, atual CEO da Enauta vai presidir a nova companhia, ao mesmo em que Matheus Dias, então CEO da 3R assume cadeira no Conselho de Administração. A operação ainda depende de aprovação dos órgãos reguladores. 

Troca na Petrobras

🔁 A semana foi bastante movimentada no setor, também com a troca do presidente da Petrobras. Jean Paul Prates foi demitido do cargo, que agora deve ser ocupado por Magda Chambriard.

A decisão da troca teria partido do presidente Lula (PT) para ter na estatal um nome que fosse mais favorável à posição desenvolvimentista dele e de seu partido. Essa é a sexta troca de presidente da Petrobras em três anos, sendo a segunda durante o mandato de Lula.

Com a mudança, as ações da Petrobras despencaram, fechando a semana com baixa de 12%, segundo dados da bolsa de valores, em R$ 36,69. Em apenas dois dias, a petroleira chegou a perder R$ 47,1 bilhões em valor de mercado.

ENAT3

ENAUTA PARTICIPAÇÕES
Cotação

R$ 20,76

Variação (12M)

46,09 % Logo ENAUTA PARTICIPAÇÕES

Margem Líquida

2,58 %

DY

0%

P/L

121,67

P/VP

1,33