Petrobras pressiona queda do Ibovespa por preocupações com dividendos

O índice fechou o pregão em baixa de 0,87%, aos 129.020,02 pontos e com volume negociado de R$ 28 bilhões.

Author
Publicado em 29/02/2024 às 19:04h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 29/02/2024 às 19:04h Atualizado 2 meses atrás por Jennifer Neves
Bolsa de valores - Shutterstock
Bolsa de valores - Shutterstock

O Ibovespa, principal índice acionário da Bolsa brasileira, fechou nesta quinta-feira (29), em baixa de 0,87%, aos 129.020,02 pontos e com volume negociado de R$ 28 bilhões.

A Petrobras (PETR3; PETR4) exerceu pressão sobre o mercado acionário brasileiro pelo segundo dia consecutivo, devido às preocupações relacionadas aos dividendos da empresa.

Embora tenha afirmado que nenhuma decisão foi tomada ainda sobre a distribuição de proventos não declarados, os comentários do presidente da estatal, Jean Paul Prates, continuam a influenciar o mercado.

Leia também: Petrobras (PETR3) e Yara Brasil firmam acordo para estudar parcerias em fertilizantes e descarbonização

Em entrevista à Bloomberg News, Prates destacou a necessidade de cautela por parte da Petrobras em relação à distribuição de dividendos, à medida que busca expandir sua atuação no setor de energia renovável. Quanto a um eventual pagamento extraordinário de proventos, Prates preferiu não comentar diretamente, afirmando apenas a importância da cautela e confiança dos acionistas.

Os papéis dos grandes bancos também estão entre os afetados no Ibovespa. As ações do Itaú (ITUB4) está entre as quedas, quando recuou 2,79% na sessão. Ainda, os ativos preferenciais do Bradesco (BBDC4) cederam 1,36% e os ordinários (BBDC3), 1,28%. Santander (SANB11) e Banco do Brasil (BBAS3) também registram perdas de 1,86% e 1,67%, respectivamente.

O dia foi desfavorável também para as ações do Pão de Açúcar (PCAR3), que estão em um movimento de realização após um período de fortes ganhos, enquanto as ações da Ambev (ABEV3) caem mais de 6% após a divulgação do balanço do quarto trimestre de 2023.

Em contrapartida, as ações da Petz (PETZ3) apresentam a maior alta do dia no índice. A varejista está próxima de encerrar fevereiro como a melhor performance do Ibovespa, acumulando ganhos superiores a 28% no mês e avançando 6,33% em 2024.

Maiores altas do dia:

Maiores baixas:

O dólar subiu 0,05% frente ao real na sessão, aos R$ 4,97. Já o euro caiu 0,22% no período, aos R$ 5,37. Em Nova York, S&P 500, Dow Jones e Nasdaq subiram 0,52%, 0,12%, 0,9%, respectivamente.

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 36,61

Variação (12M)

68,83 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

19.76%

P/L

4,34

P/VP

1,17