Petrobras (PETR4) vai acelerar investimentos, indica ministro

Alexandre Silveira disse, por sua vez, que investimentos não devem causar surpresas para o investidor.

Author
Publicado em 21/05/2024 às 17:15h - Atualizado 30 dias atrás Publicado em 21/05/2024 às 17:15h Atualizado 30 dias atrás por Marina Barbosa
Alexandre Silveira era um dos principais críticos de Jean Paul Prates (Divulgação/MME)
Alexandre Silveira era um dos principais críticos de Jean Paul Prates (Divulgação/MME)

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou nesta terça-feira (21) que a Petrobras (PETR4) deve acelerar os investimentos para agir como uma "mola propulsora do desenvolvimento nacional". Ele também disse, contudo, que a nova gestão da estatal não deve causar surpresas para os investidores.

🗣️ "Precisamos que a Petrobras continue sendo -e vai ser- uma empresa muito atrativa para o investidor, tanto nacional, quanto internacional. [...] O que precisa também é fazer o outro lado, que está previsto na Constituição e na Lei das Estatais, que é servir como mola propulsora do desenvolvimento nacional", afirmou Silveira.

Para o ministro, a nova gestão da Petrobras não causará surpresas para o investidor ao seguir esse meta. Afinal, o plano de investimentos apresentado pela companhia no ano passado já contempla áreas estratégicas, como gás, refino e fertilizantes. 

Leia também: Petrobras (PETR4) vai ao Cade para abandonar venda de refinarias

Segundo Silveira, o objetivo da troca na Petrobras é "cumprir o plano de investimento já aprovado, sem nenhuma surpresa para o investidor", mas fazer isso "com a maior celeridade possível".

💲 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) demitiu Jean Paul Prates e indicou Magda Chambriard para o comando da Petrobras há uma semana. Ele pediu que Magda acelere os investimentos da estatal que podem gerar emprego no país. 

Na avaliação do ministro de Minas e Energia, a Petrobras precisa investir em transição energética, mas também deveria avaliar o potencial da Margem Equatorial. Além disso, deve investir em fertilizantes para garantir a segurança alimentar do Brasil e estudar formas de aumentar a oferta e reduzir os preços do gás natural.

"Mudança natural"

O ministro Alexandre Silveira disse nesta terça-feira (21) que a troca de comando da Petrobras foi "natural" e não deveria ser encarada como uma intervenção do governo.

"A Petrobras é uma empresa de economia mista, que é controlada pelo governo. A maior parte dos conselheiros e da diretoria é indicada pelo governo. Então, essa palavra intervenção é completamente inadequada", afirmou.

Ele disse ainda que Magda Chambriard não chega na Petrobras com uma postura subserviente ao governo, pois é uma profissional e poderá apresentar as suas ideias. 

"Queremos trabalhar de mãos dadas, para que a Petrobras seja uma grande mola propulsora do desenvolvimento nacional, além de continuar dando estabilidade e tranquilidade aos investidores de médio e longo prazo", declarou.

Silveira era um dos críticos de Jean Paul Prates e afirmou nesta terça-feira (21), sem dar muitos detalhes, que a gestão anterior também deixou a sua contribuição para a companhia.

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 36,50

Variação (12M)

37,21 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

17.64%

P/L

4,32

P/VP

1,17