Petrobras (PETR4) perde R$ 55,3 bilhões em valor de mercado

O valor de mercado da companhia caiu para R$ 473,8 bilhões diante do não pagamento de dividendos extraordinários

Author
Publicado em 08/03/2024 às 19:44h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 08/03/2024 às 19:44h Atualizado 3 meses atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)
(Shutterstock)

A Petrobras (PETR4) perdeu R$ 55,3 bilhões em valor de mercado nesta sexta-feira (8). A queda reflete a decepção do mercado com o não pagamento de dividendos extraordinários pela companhia.

📉 As ações da Petrobras derreteram mais de 10% na B3 nesta sexta-feira (8), diante do anúncio sobre os dividendos. Com isso, o valor de mercado da Petrobras caiu de R$ 529,1 bilhões para R$ 473,8 bilhões, segundo levantamento do CEO da Elos Ayta Consultoria, Einar Rivero.

O atual valor de mercado da Petrobras é o menor desde 15 de dezembro de 2023, quando a companhia era avaliada em R$ 472,8 bilhões. A companhia registrou recordes sucessivos em valor de mercado nas últimas semanas, diante de fatores como a expectativa do mercado pelo pagamento de dividendos extraordinários.

Com o baque desta sexta-feira (8), contudo, o valor de mercado da Petrobras agora se encontra R$ 93,1 bilhões abaixo do recorde de R$ 566,9 bilhões registrado no dia 19 de fevereiro.

O saldo de 2024 também passou a ser negativo para a Petrobras. É que, no início do ano, a petroleira era avaliada em aproximadamente R$ 497,6 bilhões. Isto é, R$ 23,8 bilhões a mais que o valor registrado no fechamento desta sexta-feira (8).

Apesar do tombo, a Petrobras ainda lidera com folga o ranking de maiores empresas da B3. O segundo lugar é o Itaú (ITUB4), que ultrapassou a Vale (VALE3) neste ano e é avaliado em cerca de R$ 312 bilhões atualmente. Veja aqui o ranking de empresas mais valiosas da B3.

Veja outras notícias sobre os resultados da Petrobras:

Dividendos

💰 A Petrobras registrou um lucro líquido de R$ 124,6 bilhões em 2023, o segundo maior da sua história. Com isso, teve um lucro remanescente de R$ 43,9 bilhões. O valor, no entanto, não foi distribuído em forma de proventos aos acionistas, como esperava o mercado, mas retido nas reservas da companhia.

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, disse nesta sexta-feira (8) que o pagamento de dividendos é compatível com as estratégias de crescimento da empresa. A Petrobras prevê investimentos massivos em energias renováveis nos próximos anos, para reduzir a dependência do petróleo e avançar na transição energética.

A diretoria da companhia também garantiu, contudo, que os R$ 43,9 bilhões que serão destinados à reserva não serão usados em investimentos, pois se destinam ao pagamento de dividendos. O diretor financeiro, Sergio Caetano Leite, disse, inclusive, que o recurso pode passar da reserva para o bolso dos acionistas a qualquer momento.

O recado, no entanto, não foi o suficiente para diminuir a decepção do mercado. As ações da Petrobras caíram mais de 10% e, com isso, também puxaram o Ibovespa para baixo. O principal índice da B3 recuou 0,99%, aos 127.070 pontos, nesta sexta-feira (8).

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 34,68

Variação (12M)

38,40 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

18.27%

P/L

4,11

P/VP

1,11