Petrobras (PETR4) mira parceria, mas não descarta oferta pela Braskem (BRKM5)

A Adnoc desistiu de comprar a fatia da Novonor na Braskem. Petrobras espera ofertas de outras companhias, mas tem preferência na compra.

Author
Publicado em 06/05/2024 às 20:33h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 06/05/2024 às 20:33h Atualizado 1 mês atrás por Marina Barbosa
O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates (Divulgação)
O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates (Divulgação)

A Petrobras (PETR4) espera que outras empresas façam ofertas pela participação da Novonor na Braskem (BRKM5), agora que a Adnoc desistiu do negócio. Porém, também está pronta para fazer uma oferta, caso seja preciso. Foi o que disse o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, à "Bloomberg".

🗣️ Nos Estados Unidos para participar de uma conferência do setor energético, Prates disse à "Bloomberg" que a Petrobras gostaria de trabalhar com um novo parceiro "forte financeiramente" na Braskem. "Há outras companhias olhando, fazendo suas diligências", afirmou.

Ele também disse, por sua vez, que a Petrobras também pode fazer uma oferta pela fatia da Novonor na Braskem se entender que é necessário. "Estamos prontos para agir. Se precisarmos fazer uma opção, nós a faremos", declarou, segundo a "Bloomberg".

Leia também: Chuvas no Rio Grande do Sul: Veja as empresas afetadas pela tragédia

Petrobras

Em comunicado ao mercado, a Petrobras reforçou que "está realizando due dilligence na Braskem para eventual exercício de tag along ou direito de preferência eventual exercício de tag along ou direito de preferência, na hipótese de alienação das ações detidas pela Novonor na Braskem, conforme regras previstas no Acordo de Acionistas entre Petrobras e Novonor".

A companhia também ressaltou, por sua vez, que até o momento, não houve qualquer decisão da Diretoria Executiva ou do Conselho de Administração da Petrobras com relação ao tema". "A Petrobras reitera que decisões sobre investimentos e desinvestimentos são pautadas em análises criteriosas e estudos técnicos, em observância às práticas de governança e aos procedimentos internos aplicáveis", afirmou.

Braskem

💲 A Petrobras detém 36,1% do capital social da Braskem e a Novonor outros 38,3%. Em recuperação judicial, a Novonor (ex-Odebrecht) havia recebido uma proposta da Adnoc, a Empresa Nacional de Petróleo de Abu Dhabi, para vender a sua participação na Braskem por R$ 10,5 bilhões em novembro de 2023. Ao final de meses de diligência, no entanto, a Adnoc disse que não tinha interesse em seguir com o negócio.

A desistência da Adnoc foi comunicada nesta segunda-feira (6) pela Braskem e derrubou as ações da companhia na B3. O papel desabou 14,53% e registrou a maior queda do dia do Ibovespa.

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 35,75

Variação (12M)

38,51 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

17.65%

P/L

4,23

P/VP

1,14