Justiça suspende afastamento de conselheiro da Petrobras (PETR4)

A expectativa de integrantes do governo é que o presidente do Conselho, Pietro Sampaio Mendes, também seja restituído.

Author
Publicado em 16/04/2024 às 10:24h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 16/04/2024 às 10:24h Atualizado 1 mês atrás por Elanny Vlaxio
(Shutterstock)
(Shutterstock)

O desembargador Marcelo Saraiva, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, suspendeu, na última segunda-feira (15), a decisão que havia afastado o ex-ministro Sergio Rezende do Conselho de Administração da Petrobras (PETR4)

📰 Agora, a expectativa de integrantes do governo é que o presidente do Conselho, Pietro Sampaio Mendes, também seja restituído antes de sexta-feira (19), quando ocorre a próxima reunião ordinária. 

A expectativa é que nesta reunião seja discutida a distribuição de dividendos extraordinários no valor de R$ 43,9 bilhões, com a finalidade de que o tema seja concluído até a assembleia geral de acionistas, a ser realizada no dia 25 de abril. 

Leia também: Política de remuneração a acionistas está sujeita a alterações, diz Petrobras (PETR4)

🚨 A União está tomando medidas para reverter as decisões da Justiça que barraram a posse de dois de seus indicados para o Conselho de Administração da Petrobras: Marcelo Mendes e Sergio Rezende. 

A alegação é que a perda desses representantes pode comprometer a defesa dos interesses do governo na empresa.

💭 Mendes, secretário de Petróleo, Gás e Biocombustíveis, foi indicado ao cargo pelo ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira. Já Rezende foi indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 36,61

Variação (12M)

68,83 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

19.76%

P/L

4,34

P/VP

1,17