Ações da Tenda (TEND3) disparam 6% após recomendação do JPMorgan

A companhia também disponibilizou a prévia operacional do primeiro trimestre de 2024.

Author
Publicado em 09/04/2024 às 15:38h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 09/04/2024 às 15:38h Atualizado 1 mês atrás por Elanny Vlaxio
(Shutterstock)
(Shutterstock)

As ações da construtora Tenda (TEND3), listada na B3, dispararam após recomendação de classificação de "overweight" ante "neutra" do JPMorgan. Por volta das 15h09, os ativos da companhia avançavam 6,12%, a R$ 14,04. No entanto, o banco também cortou o preço alvo de R$ 17 para R$ 16. 

📈 Além disso, os investidores da empresa responderam a prévia operacional do primeiro trimestre de 2024 da Tenda. Segundo relatório, no período, a companhia apresentou uma alta de 47,3% das vendas na base anual, para R$ 884,1 milhões.

Leia também: B3 (B3SA3) perde ação de R$ 5,4 bi no Carf

Somando ao crescimento, a velocidade sobre a oferta líquida também aumentou, atingindo 31,2%, sendo 6,4 percentuais frente ao mesmo período em 2023. Até o momento, a construtora já lançou nove empreendimentos, totalizando R$ 675,4 milhões em volume geral de vendas. 

📊 Na outra ponta, o preço médio da venda bruta foi de R$ 213,9 mil no 1T24, sendo considerado um aumento de 2,9% em comparação ao 4T23, seguindo a estratégia de recomposição das margens da Tenda.

TEND3

CONSTRUTORA TENDA
Cotação

R$ 11,67

Variação (12M)

46,79 % Logo CONSTRUTORA TENDA

Margem Líquida

-1,65 %

DY

0%

P/L

-29,01

P/VP

1,66