Warren Buffett, ou Oráculo de Omaha, sem dúvidas é um dos maiores investidores de nossos tempos.

Em 30 de agosto de 2020, Warren completa seus 90 anos. Mesmo nessa idade, mantem uma mente de um homem de 30 anos, enquanto sustenta a dieta de um garoto de 6 anos.

Em 2019, sua fortuna foi estimada próxima dos US$ 90 bilhões, apesar de em 2009, após doar algo em torno de US$25 bilhões para caridade e ter sua fortuna reduzida para US$ 37 bilhões.

Ou seja, apesar da sua contribuição massiva em ações filantrópicas, Buffett em apenas 10 anos teve sua fortuna aumentada em US$53 bilhões.

Além disso, no comando da Berkshire Hathaway vem consistentemente devolvendo retornos muito superiores ao Dow Jones e S&P 500 aplicando conceitos de investimentos de longo prazo e de valor.

O Jovem Warren Buffett

Warren Buffett, 1966
Warren Buffett, 1966 – Foto por Ohama World Herald

Nascido em 30 de agosto de 1930, Warren Buffett é filho de Lilia e Howard, um ex-corretor de investimentos e congressista americano. Buffett é o segundo de três filhos, sendo o único homem.

Logo em sua infância demonstrou grande aptidão em finanças e negócios. Assim, aos 11 anos já tinha feito seu primeiro investimento.

Ele comprou 3 ações preferenciais da Cities Service à US$ 38,00, que pouco após sua compra caiu para US$ 27,00. Porém, Warren segurou a onda até as ações voltarem para US$ 40,00 e liquidar sua “posição”.

Algo que viria ser uma memória amargurada, pois as ações chegaram aos incríveis US$ 200,00. Um evento que ensinou o jovem Warren Buffet uma lição fundamental dos investimentos: a paciência.

Já com seus 13 anos de idade, Buffett já estava trabalhando como entregador de jornal e vendendo folhas de recomendação para corrida de cavalos. Nesse mesmo ano, o jovem fez sua primeira declaração de imposto, usando sua bicicleta como uma dedução de imposto em US$ 35,00.

Durante o ensino médio, Buffett e um amigo compraram uma máquina de pinball, instalando-a em uma barbearia onde conseguia fazer dinheiro com essa máquina. Em poucos meses, conseguiram com os lucros comprar outras máquinas. Antes de vender esse negócio por US$ 1.200,00 Buffet possuía máquinas de pinball em três lugares diferentes.

O início da Carreira de Investimentos

Em 1951, Warren Buffet concluiu seu mestrado em economia na Universidade de Columbia, onde estudou sob tutela de Benjamin Graham.

Warren Buffett em seu escritório no Kiewit Plaza, 1982
Warren Buffett em seu escritório no Kiewit Plaza, 1982. – Foto por Omaha World Herald.

Além da tutela de Graham, Buffett também trabalhou por dois anos na empresa de Benjamin como analista.

Assim, com essa experiência e o livro de Benjamin, O Investidor Inteligente — que Warren diria mais tarde ser “o melhor livro sobre investimento já escrito”, foi uma grande influência sobre a forma como Buffet encara os investimentos.

Então, em 1956 Buffett voltou para sua cidade natal, Ohama, e levantou dinheiro com 7 parceiros, incluindo sua irmã Doris e tia Alice. Dos $105 mil levantados, Buffett colocou apenas $100 do próprio bolso.

Assim, foi criada a Buffett Partnerships Ltd. Utilizando as técnicas aprendidas com seu mentor Graham, Warren teve muito sucesso em identificar empresas desvalorizadas, mas de alto potencial.

Antes do final do primeiro ano da Partnership, ele já estava gerenciando um capital de $300 mil. Foi quando ele comprou uma casa por $31.500,00 em que vive até hoje!

Aliás, nos primeiros cinco anos a parceria teve um lucro de 251%, em comparação, no mesmo período, o Dow subiu “apenas” 74,3%. Em 1962, a Buffett Partnership acumulava um capital de $7,2 milhões.

Apesar do sucesso, Warren decidiu liquidar a Partnership para focar no desenvolvimento da Berkshire Hathway, empresa que comanda até hoje e a qual fez a maior parte de sua fortuna.

A Berkshire Hathaway

Uma das unidades têxtil da Berkshire, em New Bedford, Massachusetts
Uma das unidades têxtil da Berkshire, em New Bedford, Massachusetts – Foto por Wikipedia.

Berkshire Hathaway era uma empresa têxtil que estava com uma péssima performance e, portanto, sendo negociada abaixo de seu valor intrínseco.

O CEO da época, Seabury Stanton estava utilizando os caixas da empresa para recomprar as ações. Basicamente, a cada venda de maquinário que ele fazia, ele recomprava ações, na prática liquidando a empresa.

Assim, em 1962 Buffett viu a oportunidade e começou a comprar ações da Berkshire à $7 e esperou a oferta do CEO para recompra-las.

Então, em 1964 os dois acordaram verbalmente em um preço: $11,50. Contudo, quando chegou a oferta formalizada e escrita, o preço era de $11,37.

De tal modo, Buffett se sentiu enganado e em vez de vender suas ações, comprou toda a Berkshire Hathaway e demitiu o CEO. Um movimento que lhe custou $8,6 milhões.

Ao assumir o controle da companhia, Buffett colocou um novo CEO de sua confiança e se nomeou presidente do conselho da companhia.

Ademais, começou a liquidar as atividades têxtil da empresa, sua atividade principal antes de Warren, focando os ativos da Berkshire no setor de seguros.

Aliás, hoje em dia a Berkshire se divide em duas partes: operações de seguro (comandada por Ajit Jain) e outras operações (comandada por Greg Abel).

Em 1978, após quase duas décadas de amizade, Buffett convenceu Charlie Munger a ser vice-presidente. Munger também era presidente da Wesco Financial Corporation de 1984 até 2011, sendo a Wesco controlada pela Berkshire Hathaway.

Berkshire Hathaway Atualmente

Berkshire Hathaway se tornou uma das maiores empresas do mundo, com um valor de mercado em $521,4 bilhões.

Headquarters da Berkshire Hathaway, Kiewit Plaza em Nebraska, Omaha
Headquarters da Berkshire Hathaway, Kiewit Plaza em Nebraska, Omaha – Foto por Wikipedia.

Além disso, possui participações massivas em diversas empresas mundialmente conhecidas, como Coca-cola, Duracell, GM, JPMorgan, Kraft Heinz, GEICO, Apple entre tantas outras. Essa última sendo emblemática, visto que apesar do investimento na Apple, Buffett ainda usa um antigo celular flip.

O ano de 2019 Berkshire finalizou com mais de $817 bilhões em ativos. Contudo ao observamos o 10Q (relatório trimestral submetido à comissão de valores americana) da companhia do segundo trimestre de 2020, pode-se verificar uma redução para aproximadamente $788 bilhões os ativos, decorrentes de alguns desinvestimentos feitos durante a pandemia.

Aliás, em sua última carta aos investidores, de 2019, Buffett descreve que de 1964 até 2019 o ganho geral da Berkshire Hathaway foi de 2.744.062%, contra 19.784% do índice S&P500. Seu retorno médio composto, é de 20% ao ano, contra 10% do S&P no mesmo período.

Alguns fatos da Berkshire:

  • Valor de mercado: US$ 521,34 bilhões
  • Valor das ações Classe A: US$ 327,401 (4 de setembro, 2020, às 16h EDT)
  • Retorno médio acumulado: 20% a.a
  • P/L: 23,92
  • EV/EBITDA: 13,55

As cartas de Shareholders: um mergulho na mente de Warren

Todo ano, Warren Buffett escreve uma carta para os shareholders da companhia. Essas cartas são públicas e podem ser acessadas através do site da Berkshire Hathaway.

Sem dúvidas, essas cartas são de imensa importância para todos os investidores. Afinal, é através delas que podemos conhecer com mais profundidade a filosofia de investimento de Warren Buffett, seu método de pensamento… Enfim, é um mergulho na mente do Oráculo de Omaha.

Ademais, são cartas bem densas, contendo muito conhecimento sobre investimentos. Estudar os conceitos ali apresentados por Buffett com certeza fará você refletir e expandir suas estratégias.

Filosofia de Investimento de Warren Buffett

Warren Buffett é discípulo da filosofia de investimento de valor, popularizada por seu mentor Benjamin Graham.

Essa estratégia de investimento busca investir em empresas no longo prazo. Assim, busca-se companhias que tenham alto potencial e estejam sendo negociadas abaixo de seu valor intrínseco.

Dessa forma, sua estratégia de investimentos pode ser descrita como buy and hold. Portanto, Buffett se aproveita dos momentos de baixa no mercado para comprar os papéis em que ele acredita no longo prazo.

Como ele mesmo disse: “quando compramos porções de incríveis negócios com incrível gestão, nosso período favorito para segurar o papel é para sempre”.

Contudo, sua filosofia de investimento sofreu algumas alterações, em especial por conta de sua parceria com Charlie Munger.

Após a tomada de controle de maneira hostil e liquidação da atividade têxtil da Berkshire Hathaway, a sociedade viu Buffett como um capitalista oportunista apenas.

Então, foi assim que Munger conseguiu convencer Warren a investir em empresas incríveis a preços justos, incluindo o investimento em capital humano no crescimento das empresas.

Assim, a parceria de Warren Buffett e Charlie Munger resultou nos 4 princípios de investimentos da Berkshire Hathaway, que discutimos nesse artigo sobre Value Investing:

  1. Conheça sobre o negócio;
  2. A empresa precisa ter vantagens competitivas duradouras;
  3. Possuir uma administração honesta e capacitada;
  4. Margem de segurança ou preço descontado em relação ao seu valor intrínseco.

Dessa forma, Buffett e Munger buscam investir em empresas incríveis com pessoas brilhantes, dando à essas pessoas autonomia para tomarem suas próprias decisões.

Por essa filosofia, muitos dos diretores da Berkshire se mantém por décadas com eles, até mesmo passando do período de aposentadoria.

Os Hábitos De Warren Buffett

Warren e sua coca de cereja preferida no evento da Berkshire em 2017
Warren e sua coca de cereja preferida no evento da Berkshire em 2017. Foto por Omaha World Herald.

É fato: Warren Buffett tem uma dieta de um garoto de 6 anos.

Warren admite que sua dieta é basicamente fast-food e Coca-Cola. Isto é, o almoço de Buffett é McDonald’s pelo menos 3 vezes na semana. Durante o dia, o bilionário toma 5 latas de Coca. Além de tomar sorvetes no Dairy Queen (empresa que ele é dono) e de colocar muito, mas muito sal em sua comida.

Ainda assim, essa dieta está lhe permitindo viver uma vida longeva. Em 30 de agosto de 2020, Warren Buffett acaba de completar seus 90 anos! São mais de 70 anos de carreira nos investimentos.

Aliás, um hábito de Buffett que lhe garantiu a sabedoria que possui, entre outros fatores, é a leitura. O investidor passa mais de 80% do seu tempo lendo. “Eu sento no meu escritório e leio o dia todo”, diz Warren.

Mas, claro, é importante saber que ele não sai lendo qualquer coisa por aí. Buffett alerta que precisa escolher as leituras de forma crítica, pois ler só por ler em nada dará.

A Amizade com Bill Gates

Warren Buffett e Bill Gates se encontraram pela primeira vez em 5 de julho de 1991, e logo de cara se deram muito bem.

Melinda Gates, Warren Buffett e Bill Gates, parceiros em filantropia
Melinda Gates, Warren Buffett e Bill Gates, parceiros em filantropia – Foto Acervo Pessoal Bill Gates.

Ademais, Bill Gates conta que apenas tem dois números na discagem rápida em seu escritório: de Melinda, sua esposa e de Warren Buffet.

Contudo, Gates confessa que ele não queria conhecer Buffett. Achava que eram muito diferentes nos negócios para terem algo de valor para conversar.

Mas, quando finalmente se encontraram, Bill assume que ficou fascinado por Warren e conversaram por horas. Começou ali uma amizade que dura até hoje. “Ele perguntava questões incríveis que ninguém nunca tinha perguntado”, conta Bill Gates.

Ainda em seu blog post de 2016, Bill descreve: “Nos perdemos na conversa e se passaram horas e horas. Ele não se fez de um poderoso investidor. Tinha um jeito modesto de pensar no que ele faz. Warren era engraçado, mas o que me impressionou mais era a clareza que ele pensa sobre o mundo. Era uma profunda amizade desde nossa primeira conversa”.

Filantropia

Em 2008, Buffett foi listado como o homem mais rico do mundo segundo a Forbes, com uma fortuna em US$ 62 bilhões. Porém, em 2009, Warren doou vários bilhões para caridades, tendo sua fortuna reduzida para US$ 37 bilhões.

Buffett jogando cartas no evento da Berkshire em 2016
Buffett jogando cartas no evento da Berkshire em 2016 – Foto por Omaha World Herald.

Warren Buffett não é um investidor extravagante, apesar de ter dinheiro para encher várias piscinas olímpicas. Ele continua vivendo na casa que comprou por um pouco mais de US$ 31 mil e dirige um Cadillac 2014, que custou US$ 23.500.

Com seu estilo econômico, Warren Buffett declarou que irá doar 99% de toda sua fortuna.

Entretanto, quando questionado sobre a herança para seus filhos, Warren explica: “quero deixar a eles o suficiente para que possam fazer o que quiser, mas não o suficiente para que possam fazer nada”.

Ademais, com sua enorme influência e fama mundial, Buffett costuma fazer leilões, como os de um almoço com ele. Teve um caso que um homem pagou mais de US$ 4 milhões para almoçar com Buffett; todos os valores arrecadados por esses eventos são diretamente distribuídos para as causas que Warren apoia.

Aliás, em dezembro de 2010, Warren Buffett, Bill Gates e Mark Zuckberg fizeram uma promessa de doar no mínimo 50% de suas fortunas durante suas vidas, e pediram para outras pessoas ricas fazerem o mesmo. Essa promessa ficou conhecida como “Buffett-Gates Pledge”.

Bem como Bufett e Gates são amigos inseparáveis, Warren decidiu que 83% de sua fortuna iria para a fundação Bill & Melinda Gates. Além de doar aproximadamente 10 milhões de ações Class-B da Berkshire para a fundação Gates.

Os Ensinamentos de Warren Buffett

Buffett e Presidente Barack Obama, em 2010
Buffett e Presidente Barack Obama, em 2010. Foto por Wikipedia.

Primeiramente, devemos lembrar sempre das Regras de Ouro de Warren Buffett:

  • Regra n.1: Nunca perca dinheiro.
  • Regra n.2: Nunca esqueça a regra número 1.

Mentalidade nos Investimentos

“A qualidade mais importante para o investidor é o temperamento, não intelecto. Você precisa de um temperamento que não lhe dá grande prazer seguindo a manada ou indo contra”

Warren em diversas instâncias bate na tecla que sucesso no investimento não se reserva para os mais intelectuais, mas para quem consegue ter a mentalidade correta.

Portanto, para Buffett paciência e controle emocional é mais importante do que conhecer todas as estratégias e fórmulas complexas.

Aliás, isso não quer dizer que você não deva estudar. Pelos hábitos do próprio Buffett de ler quase o dia inteiro, sabemos que estudo é extremamente valioso para ele.

“Você não pode fazer um bebê em um mês engravidando nove mulheres”

Com certeza, uma das características de Buffett nos investimentos é sua paciência e resiliência.

Ou seja, grandes coisas demoram para acontecer. Sabia que mais de 90% dos seus bilhões só vieram depois dos seus 50 anos?

Por ser capaz de evitar comportamentos de manada e sua resiliência para não se afetar por comentários alheios, lhe garante maior destreza e clareza na tomada de decisão.

Assim, através da paciência ele vem tendo os maiores retornos e pela resiliência evita erros. Mas, não pense que ele nunca erra.

Lembra do início da Berkshire? Pois então, Warren conta que foi um de seus maiores erros.

“Se encontrar-se em um barco afundando, a energia dedicada em trocar de embarcação será mais produtiva do que a tapar os buracos”

Isto é, se verificar que sua decisão de investimento não vingou, não coloque mais dinheiro na esperança que irá ter uma reversão no gráfico que você está olhando.

Isso só aumentará o prejuízo.

“Seja cauteloso quando os outros estão gananciosos. Seja ganancioso quando os outros estão com medo”

Aqui Warren está nos alertando para evitar os momentos de euforia, em que os preços estão altos, provavelmente sendo negociados muito acima do valor intrínseco da ação. Portanto, é um momento apenas para vender ou assistir.

Entretanto, quando os mercados estão nas baixas, todos estão correndo para tirar suas aplicações, achando que é o fim do mundo, apresenta-se aqui as oportunidades para comprar ótimas empresas à preços baixos.

Investimento de valor

“Preço é o que você paga. Valor é o que você leva.”

Essa lógica é que fundamenta sua filosofia de investimentos. Ou seja, ele busca maximizar o valor que ele leva, pagando o menor valor.

“É melhor comprar uma empresa incrível a um preço justo, do que uma empresa justa a um preço incrível”

Isto é, apesar de buscar empresas que estejam abaixo do seu valor intrínseco, nem sempre quer dizer que no futuro irão vote a se valorizar.

Portanto, é preciso encontrar empresas com vantagens competitivas duráveis, em que apesar de você não pegar um descontão, diminui seu risco de fazer um investimento ruim.

“Não leve muito a sério resultados anuais. Entretanto, foque em médias de 4 a 5 anos”

Nessa sua frase, Warren Buffet nos dá uma dica valiosa para o processo de análise e estudos de companhias.

Isto é, quando analisando uma ação, resultados anuais podem não refletir corretamente a capacidade de trazer os retornos esperados.

Portanto, para ter um quadro mais preciso da empresa é necessário utilizar dados de períodos mais longos.

“É um terrível erro para investidor de longo prazo […] em medir seu grau de risco nos investimentos pela razão da quantidade de ações para títulos públicos”

Ou seja, Warren nos alerta que é inútil avaliar nosso risco nos investimentos pensando em um equilibro porcentual entre renda fixa e variável (ações).

Portanto, em sua visão, apesar de reduzir o potencial de você perder muito de seu capital, pensar no risco apenas nesse equilíbrio não é uma real gestão de risco.

Enfim, Warren encara dessa maneira, pois gestão de risco está enraizada em sua estratégia, que você pode conhecer mais nesse artigo nosso sobre Value Investing e buy-and-hold.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui