Prio (PRIO3) ganha processo sobre concessão de Wahoo

Com isso, companhia terá direito a toda a produção do campo, que pode chegar a 40 mil barris/dia.

Author
Publicado em 11/04/2024 às 22:24h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 11/04/2024 às 22:24h Atualizado 1 mês atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)
(Shutterstock)

A Prio (PRIO3) informou na noite desta quinta-feira (11) que teve uma decisão favorável no processo arbitral relativo à concessão do campo de Wahoo. Com isso, a companhia terá direito a 100% da produção local.

⚖️ "A ICC (Câmara de Comércio Internacional) decidiu em favor da Prio, não reconhecendo violações contratuais da Companhia ou suas subsidiárias, em decorrência da declaração de operação exclusiva de Wahoo", comunicou a Prio.

A companhia disse ainda que, com isso, vai "continuar a executar o projeto de Wahoo individualmente, e terá direito a 100% do óleo produzido".

Leia também: Senado aprova pedido de auditoria sobre distribuição de dividendos da Petrobras (PETR4)

A Prio concluiu o processo de aquisição do campo de Wahoo em março de 2021 e em dezembro do mesmo ano registrou a declaração de comercialidade do campo. A IBV Brasil, no entanto, contestou a declaração na Justiça. O procedimento arbitral se arrastava desde fevereiro de 2022.

Localizado na Bacia de Campos, no Espírito Santo, o Campo de Wahoo tem uma produção estimada de até 40 mil barris de óleo por dia. Por isso, é crucial para os planos de expansão da Prio. A companhia pretende iniciar a produção no local no terceiro trimestre de 2024, mas ainda depende de uma licença do Ibama para avançar na perfuração dos poços.

PRIO3

PRIO
Cotação

R$ 43,45

Variação (12M)

23,11 % Logo PRIO

Margem Líquida

40,34 %

DY

0.17%

P/L

7,65

P/VP

2,52