Petrobras (PETR4) quer ampliar produção de gás natural na Bolívia

Companhia pode investir US$ 40 milhões na perfuração de um poço na Bolívia já em 2025.

Author
Publicado em 09/07/2024 às 20:35h - Atualizado 14 dias atrás Publicado em 09/07/2024 às 20:35h Atualizado 14 dias atrás por Marina Barbosa
Magda Chambriard participou do Foro Empresarial Bolívia – Brasil (Divulgação/Petrobras)
Magda Chambriard participou do Foro Empresarial Bolívia – Brasil (Divulgação/Petrobras)

A Petrobras (PETR4) quer ampliar a produção de gás natural na Bolívia. Por isso, pode investir US$ 40 milhões no país, por meio da subsidiária Petrobras Bolívia. Isto é, mais de R$ 200 milhões no câmbio atual.

Segundo a estatal, a Petrobras Bolívia pretende perfurar um poço exploratório em San Telmo Norte já em 2025 para investigar o potencial das reservas de gás natural. 

A companhia estima que a área tem potencial para recuperação de cerca de 2,7 trilhões de pés cúbicos. Contudo, ainda aguarda uma licença ambiental para seguir com o projeto.

"Os novos investimentos na área de San Telmo Norte reforçam nosso compromisso com a parceria entre Brasil e Bolívia", falou a presidente da Petrobras, Magda Chambriard, para empresários e autoridades brasileiras e bolivianas, nesta terça-feira (9).

💲 Magda Chambriard falou sobre os planos da Petrobras de ampliar a produção e os investimentos na Bolívia durante o Foro Empresarial Bolívia – Brasil, em Santa Cruz de La Sierra. O evento também contou com a participação dos presidentes do Brasil e da Bolívia, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Luis Alberto Arce Catacora, respectivamente.

"Nós olhamos pra frente e vemos oportunidades para serem desenvolvidas pela Petrobras ou em parcerias que merecem nosso investimento", disse a presidente da estatal brasileira. E seguiu: "Apostamos muito nessa sinergia entre Brasil, Bolívia e também a Argentina, países interligados pelo gasoduto".

A Petrobras já foi responsável por 60% da produção de gás natural da Bolívia, mas hoje opera 25% do total produzido no país. Isto é, cerca de 9 milhões de m3/dia de gás natural.

Leia também: Vale (VALE3) fala sobre "lista de candidatos a CEO", veja

Gás seria usado na indústria

Segundo Magda Chambriard, a intenção da Petrobras é ampliar a produção de gás natural na Bolívia e trazer o insumo para o Brasil, a preços acessíveis.

"Esse gás servirá como insumo para a indústria petroquímica e para a produção de fertilizantes. A condição é que sejamos capazes de fazê-lo chegar ao Brasil a preços acessíveis", explicou a presidente.

Ainda nesta terça-feira (9), por sinal, a Petrobras assinou um "master agreement" com a Yara Brasil para estruturar uma potencial parceria em fertilizantes. A estatal quer ampliar a produção nacional de fertilizantes, que diminuiu nos últimos anos devido ao aumento dos preços do gás natural. 

Diante desse plano, a presidente da Petrobras calcula que a demanda de gás natural pode triplicar no Brasil. "Hoje o mercado consumidor brasileiro demanda 50 milhões de m3 de gás natural por dia. Acreditamos que esse mercado pode ser triplicado, alcançando 150 milhões de m3 diários", afirmou.

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 37,43

Variação (12M)

42,89 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

16.71%

P/L

4,43

P/VP

1,20