Petrobras (PETR4) e governo do Rio querem produzir energia eólica em alto mar

Protocolo de intenções assinado nesta terça-feira (18) prevê a análise conjunta do projeto.

Author
Publicado em 18/06/2024 às 19:01h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 18/06/2024 às 19:01h Atualizado 1 mês atrás por Marina Barbosa
Petrobras quer testar tecnologias de geração offshore (Shutterstock)
Petrobras quer testar tecnologias de geração offshore (Shutterstock)

A Petrobras (PETR4) e o governo do Rio de Janeiro uniram esforços para avaliar a viabilidade da implantação de um projeto piloto de energia eólica offshore. Ou seja, de uma usina para geração de energia eólica em alto mar.

🤝 A companhia e o governo fluminense assinaram um protocolo de intenções nesta terça-feira (18) para realizar estudos conjuntos sobre o projeto.

"O acordo prevê o estabelecimento de mecanismos de cooperação, com o alinhamento do projeto aos programas e políticas estaduais e fomento de ações de melhoria da região onde o piloto será implementado", destacou a Petrobras.

De acordo com a Petrobras, "a construção de um projeto piloto de geração eólica no mar do Rio de Janeiro possibilitará o teste e qualificação de novas tecnologias", além de contribuir com a "definição de elementos de aumento de competitividade e dos principais desafios a serem superados para o desenvolvimento de futuros projetos em escala comercial".

Leia também: Petrobras (PETR4): Acordo bilionário ameaça dividendos? Veja avaliação do BTG

"Serão avaliados diversos aspectos da geração eólica offshore, de modo a identificar seus gargalos e desafios técnicos", afirmou.

💡 A Petrobras já vem medindo o potencial eólico do mar do Rio de Janeiro desde 2020, a partir da Bacia de Campos. Segundo a companhia, a região tem um dos maiores potenciais do país e também apresenta potencial para integração com a descarbonização das suas atividades de exploração e petróleo.

A companhia já havia assinado um protocolo de intenções com o governo do Rio de Janeiro para a implementação conjunta de projetos piloto de hub de captura e armazenamento de CO2, além de outras soluções de descarbonização, como o hidrogênio de baixo carbono.

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 38,69

Variação (12M)

54,27 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

16.38%

P/L

4,58

P/VP

1,24