Oi (OIBR3): Credores votarão plano de recuperação judicial em 5 de março

Assembleia geral de credores foi marcada pela Justiça para deliberar sobre o novo plano de recuperação judicial da companhia

Author
Publicado em 16/02/2024 às 20:48h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 16/02/2024 às 20:48h Atualizado 3 meses atrás por Marina Barbosa
(sh
(sh

A assembleia geral de credores que vai discutir o novo plano de recuperação judicial da Oi (OIBR3) foi marcada para o próximo dia 5 de março. A data foi confirmada pelo Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro e pela companhia nesta sexta-feira (16).

📞 De acordo com a convocação judicial, a assembleia de credores ocorrerá de maneira presencial no Hotel Windsor Marapendi, no Rio de Janeiro, às 11h do dia 5 de março. Contudo, só será instalada caso seja registrada a presença de credores titulares de mais da metade dos créditos com direito a voto na Classe III - Quirografários. 

Leia também: Dona do Burger King, Zamp (ZAMP3) cai 14,29% na B3, entenda

"Caso não haja quórum nesta ocasião, ficam os credores desde já convocados para a Assembleia, em segunda convocação, a qual será instalada com a presença de qualquer número de credores, a ser realizada no mesmo local, no dia 11 de março de 2024", acrescenta o documento. 

Plano de recuperação judicial

A assembleia geral de credores pode votar pela aprovação, rejeição ou modificação do plano de recuperação judicial da Oi. A companhia apresentou uma nova versão do plano no dia 6 de fevereiro, após "extensas negociações" com credores e stakeholders. 

Segundo a Oi, a nova versão do seu plano de recuperação judicial "visa à reestruturação das dívidas das recuperandas, à superação da atual situação econômico-financeira do Grupo Oi, à sustentabilidade da Companhia no longo prazo e à continuidade de suas atividades",.

💵 O plano prevê, entre outras coisas, o financiamento de até US$ 650 milhões (cerca de R$ 3,2 bilhões, no câmbio atual) e a venda de ativos avaliados em mais de R$ 15 bilhões. A expectativa é de que a dívida da companhia, que passa de R$ 44 bilhões, seja reduzida em até 75%.

Esta é a segunda recuperação judicial da Oi. O primeiro processo foi encerrado ao final de 2022, após mais de seis anos de negociações com credores. Em março de 2023, no entanto, a Oi deu entrada em outro pedido de recuperação judicial, com o objetivo de repactuar dívidas financeiras, fortalecer sua estrutura de capital, otimizar de sua liquidez e perfil de endividamento.

OIBR4

OI
Cotação

R$ 1,78

Variação (12M)

-25,52 % Logo OI

Margem Líquida

-74,09 %

DY

0%

P/L

0.17

P/VP

0.04