Índice de BDRs da B3 já subiu 21% em 2024. É hora de investir em BDRs?

O BDRX vai na contramão do Ibovespa, impulsionado pelo mercado dos Estados Unidos.

Author
Publicado em 20/05/2024 às 07:55h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 20/05/2024 às 07:55h Atualizado 2 meses atrás por Marina Barbosa
O BDRX mede o desempenho dos BDRs Não Patrocinados negociados na B3 (Shutterstock)
O BDRX mede o desempenho dos BDRs Não Patrocinados negociados na B3 (Shutterstock)

Enquanto o Ibovespa amarga uma queda de 4%, o BDRX já subiu mais de 21% em 2024. O índice mede o desempenho dos BDRs Não Patrocinados negociados na B3 e vem sendo impulsionado pela alta das bolsas americanas.

Os BDRs, ou Brazilian Depositary Receipts, são recibos que representam ações emitidas no exterior. A maior parte corresponde a ações de empresas estrangeiras, como Meta (M1TA34), Apple (AAPL34), Netflix (NFLX34), Uber (U1BE34) e Mercado Livre (MELI34).

📈 Também há BDRs de empresas brasileiras que listaram suas ações no exterior, como Nubank (ROXO34) e XP (XPBR31), mas esses BDRs não fazem parte da carteira atual do BDRX.

Já são mais de 800 BDRs listados na B3 e a maior parte deles pode ser negociada como uma ação. É uma opção que permite aos brasileiros investir em ações estrangeiras com mais facilidade e que vem dando retornos positivos para muitos investidores neste início de 2024.

De acordo com dados da B3, alguns BDRs já renderam mais de 200% nos últimos 12 meses. É o caso da Nvidia (NVDC34), que disparou 226,9% diante do boom da inteligência artificial.

Veja os cinco BDRs mais rentáveis dos 12 meses encerrados em abril, segundo a B3:

E os mais negociados, com os respectivos retornos em 12 meses:

Por que o BDRX está em alta?

De acordo com especialistas, o bom desempenho de companhias como a Nvidia ajuda a explicar a alta de 21% do BDRX, o índice de BDRs da B3, em 2024.

"Muitas das empresas internacionais, principalmente dos Estados Unidos, têm apresentado resultados sólidos e uma recuperação econômica consistente. Isso impulsiona o preço dos BDRs", afirmou o analista quantitativo da CM Capital, o Nilson Marcelo.

💵Mas não é só isso. Afinal, as bolsas americanas como um todo têm batido recordes em 2024 e a alta do dólar também acaba favorecendo os BDRs. 

"O BDRX acaba refletindo o que está acontecendo no mercado americano, que é um desempenho positivo. Os Estados Unidos vêm surpreendendo em termos de crescimento, alguns setores acelerando muito. Por isso, vemos o índice avançar bem mais do que o Ibovespa", explicou o estrategista-chefe da RB Investimentos, Gustavo Cruz.

"A valorização do dólar frente ao real aumenta o valor dos BDRs, uma vez que eles são lastreados em ações de empresas estrangeiras cotadas em dólares", completou Marcelo.

O Ibovespa, por outro lado, vem sofrendo com a percepção de que os juros continuarão altos por algum tempo nos Estados Unidos e as incertezas sobre as contas públicas brasileiras. Além disso, muitas das companhias nacionais não entregaram resultados empolgantes no primeiro trimestre de 2024. Por isso, o Ibovespa vai no caminho oposto do BDRX, pelo menos até agora.

Leia também: 10 ações pagadoras de dividendos para deixar o CDI no “chinelo”; confira

É hora de investir em BDRs?

Na avaliação de especialistas, os BDRs trazem boas oportunidades de investimento para os brasileiros. Afinal, podem ajudar a diversificar a carteira, com exposição a ativos internacionais, como ações de companhias globais e de setores que ainda têm pouca representação na bolsa brasileira. 

Esse tipo de ativo, contudo, também está sujeito ao risco da variação cambial. Se por um lado, os BDRs podem servir de hedge em momentos de alta do dólar como o atual; por outro, eles tendem a render menos quando o dólar cai. Além disso, é sempre importante avaliar os fundamentos da empresa antes de fazer esse investimento.

Veja as dicas do analista quantitativo da CM Capital, Nilson Marcelo, para quem pensa em investir em BDRs:

  • É importante entender bem os ativos subjacentes aos BDRs, incluindo a situação financeira das empresas e o ambiente econômico dos países onde elas operam.
  • Não coloque todo o seu capital em BDRs. Mantenha uma carteira diversificada que inclua diferentes classes de ativos.
  • Fique atento às variações cambiais, já que a valorização do real pode impactar negativamente os retornos dos BDRs.
  • Considere o investimento em BDRs como uma estratégia de longo prazo, beneficiando-se do crescimento das empresas globais.