Antes de falarmos sobre as vantagens e desvantagens dos Fundos, é importante relembrar o que são Fundos de Investimentos, assim como quais os tipos de fundos que existem.

Vantagens e desvantagens
Vantagens e desvantagens. – Foto: Freepik

Até as vantagens e desvantagens dependem também de qual tipo de fundo seja. Porém, existem riscos e benéficos que são gerais para todos os tipos de fundos.

O que são Fundos de Investimento?

São um modelo de produto financeiro que une os recursos monetários de diferentes tipos de pessoas denominadas como cotistas, no intuito de criar um grupo que seja destinado a efetuar aplicações em conjunto.

Os recursos monetários totais que foram depositados em fundo de investimento, são divididos em cotas. Cada um dos denominados cotistas, dispõem de uma quantidade de cotas no fundo.

A quantidade será ditada de acordo com o quanto ele investiu de início. Desse modo quanto mais o investidor depositar dinheiro no fundo, mais ele deterá de porcentagem do mesmo.

Nos Fundos de Investimentos, a gestão, administração do mesmo e todas as escolhas sobre onde investir o dinheiro, são feitas por profissionais e empresas que são especializados na área.

Isso quer dizer que ao investir em Fundo de Investimentos, não será você que vai realizar a compra e venda dos títulos, nem mesmo a escolha do mesmo, mas sim um profissional qualificado da área que estará fazendo a gestão de tudo isso.

Ao investir nesse modelo de investimento então, você não está escolhendo um papel por conta própria e investindo nele, mas você está investindo os seus recursos onde alguém irá administra-los por você. Por isso esse modelo de investimentos é tão indicado para o investidor iniciante. 

Além disso, os fundos contam também para além da legislação específica ornada pelas autoridades financeiras, ele detém de um regulamento interno que rege o fundo.

Quais os tipos de Fundos de Investimento?

Fundos de Investimentos
Fundos de Investimentos – Imagem: Freepik

Fundos de renda fixa

São fundos que destinam suas forças para investir em papéis de renda fixa, tanto privados quanto públicos. Nesses fundos, a regra é se aplicar pelo menos 80% de seus recursos em papéis voltados para a oscilação da taxa de juros ou a inflação.

Este tipo de investimento, remunera de acordo com curso de seus indexadores, como a taxa do CDI ou da SELIC.

Exemplos de ativos que fazem parte dessa categoria são: as debêntures, os títulos públicos federais e os ativos de emissão bancária.

Fundos de ações

Nessa modalidade, pelo menos 67% dos recursos são investidos em ações na bolsa de valores. Dentro destes 67%, também é permitido se investir além das ações, em ativos financeiros como: BDRs, bônus de subscrição, cotas de outros fundos, dentre outras possibilidades.

Aqueles recursos que passam os 67%, podem ser destinados para investir em qualquer categoria que desejar.

Fundos de Cambio

Esta modalidade é direcionada para aqueles que desejam investir em uma moeda estrangeira, aqueles que querem se proteger contra a desvalorização da sua moeda, e para aqueles que desejam fazer um balanceamento da carteira, como é o nosso caso por exemplo.

Isso porque para comprarmos em outra moeda como o dólar, precisamos gastar muito da nossa moeda. Mas se estamos investindo em uma outra moeda como o dólar mesmo, estaremos recebendo também nessa moeda, e não só gastando.

Porém, esses fundos não investem de modo direto na moeda estrangeira, mas sim, em ativos que estão diretamente relacionados as oscilações de cupom cambial, ou as oscilações da moeda estrangeira. Pelo menos 80% de seus recursos devem ser direcionados a esse tipo de investimento, e para derivados que estejam relacionados.

Fundos Multimercado

Nessa modalidade o foco está dividido entre diferentes ativos, como: títulos de renda fixa, ações e derivativos de câmbio. Desse modo, podemos perceber que não existem tantas limitações nessa modalidade como em outras, aqui a jogada é especificamente, variar a sua carta de investimento.

Fundo Imobiliário (FII)

Aqui o investimento é voltado para tudo aquilo que está relacionado ao setor mobiliário. Sua remuneração aos cotistas, é realizada de modo pré-definido e os mesmos recebem de com os ganhos de capital e com os aluguéis que foram obtidos por meio de negociações que foram realizadas no mercado em que eles investem.

As cotas dessa modalidade, não podem ser resgatadas, o que as configuram como condomínio fechado. No entanto, elas podem ser comercializadas no mercado balcão, ou na bolsa de valores.

Fundos da Previdência (VGBL, FAPI, PGBL, etc)

Está é uma modalidade voltada para o longo prazo, assim os maiores investidores dessa modalidade são aqueles que melhorar a aposentadoria. As aplicações podem ser direcionadas a entidades que fechadas ou abertas.

Quando se fala de resgate sobre o investimento, o investidor pode escolher entre receber tudo de uma vez ou receber parcelas mensais.

Fundos de índice: ETFs

ETF é um termo originário do inglês, a sigla diz respeito a Exchange Traded Funds, que trazendo para o português ETF significa Fundos Negociados na Bolsa.

Do mesmo modo que os fundos imobiliários, os ETFs também estão comercializados na bolsa. Outra característica deles, é que eles sempre estão ligados a algum índice de referência.

Comercio dessa modalidade tem crescido cada vez mais no Brasil, e no exterior já está consolidado a anos.

Fundos de fundos

Estes como o próprio nome já diz, estão relacionados para o investimento em outros fundos.

Agora que já falamos sobre o que são Fundos de Investimentos, e sobre quais modelos nós temos no mercado sendo negociados, chegou a hora de falarmos sobre as vantagens e desvantagens de se investir nesse tipo de investimento.

Sem mais delongas, vamos dar início a essa parte que tanto nos agrada. 

Vantagens dos fundos de investimentos

Vantagens e desvantagens dos fundos de investimento
Vantagens e desvantagens dos fundos de investimento – Imagem: Freepik

Não sei se você prefere as boas notícias primeiro ou se prefere as notícias ruins, mas nós vamos começar com os benefícios que investir em um Fundo de Investimentos pode lhe proporcionar.

Diversificação de Investimento

Uma das principais vantagens em se investir nos Fundos de investimento, é a possibilidade de criar diversificação na sua carta de investimentos com menos dinheiro aplicado.

Ao contrário do investimento em títulos comuns como as ações, que para você criar diversificação na carteira, é preciso investir muitos recursos.

Necessidade de poucos recursos

É bem comum encontrar pessoas no nosso meio, que desistiram de investir, porque acreditavam que precisava ser rico para isso. Porém, nós sabemos que isso tudo é um mito, não se precisa de tanto dinheiro assim para se investir.

E quando falamos de investir em Fundos de Investimento, isso pode se mostrar de uma maneira mais atraente ainda, porque a partir de R$ 100 reais você já consegue começar a investir.

Mas esteja sempre atento, por mais que seja pouco a quantidade recursos que você precisa para começar a investir, geralmente se tem uma quantidade mínima recomendável para compensar as taxas que estão envolvidas nas transações. Então mais uma vez, recomendamos que esteja atento.

Gestão Profissional

Como relatamos no início, quando todo Fundo de Investimento dispõe de um profissional especializado que estará responsável pela administração e gestão completa desse fundo.

Ter esse apoio é uma vantagem, porque se você está ingressando nesse mercado agora, ou deseja fazer investimentos mais exóticos que naturalmente são um pouco mais complicados, você poderá contar com o auxílio de um profissional que estará ali exclusivamente para esse fim.

Assim você pode relaxar mais, e se preocupar bem menos com os possíveis erros que você poderia cometer. Porém, nunca deixe de estudar sobre o mercado e de estar atento ao mesmo.

Porque por mais que você tenha alguém que está administrando os seus investimentos, é do seu dinheiro que estamos falando, então não esteja alheio a tudo. Saiba o que está acontecendo, acompanhe o seu investimento.

Custos Menores para quem aplica

Os custos por esse tipo de investimento, são bem menores que as taxas que são cobradas individualmente quando se compra cada ativo, porque aqui é como se você estivesse comprando no atacado, você compra um montante de uma vez só o que lhe proporciona mais poder para negociar.

Facilidade no Acompanhamento

Como ressaltamos anteriormente, por mais que você possa contar com um profissional nas negociações que fundo irá realizar, mesmo assim é necessário que você acompanhe o desenvolvimento do mesmo.

Investir em Fundos pode facilitar essa supervisão, porque no lugar de você ficar pesquisando em vários lugares para fazer o acompanhamento dos ativos que você investe, você consegue olhar em um lugar só para ver como o seu investimento está indo.

Isso porque os fundos emitem periodicamente, relatórios que mostram aos seus cotistas, o desempenho que o fundo no qual você investiu está tendo, além de compará-lo com outros que estão dispostos no mercado. Assim, você pode em um só lugar, conferir tudo que precisa.

Mas se você deseja um relatório que seja mais imparcial do que o relatório elaborado pelo seu próprio fundo, aí você pode acessar o site da CVM e conferir os documentos dos fundos que estão dispostos lá.

Desvantagens dos fundos de investimentos

Uma das maiores desvantagens de se investir em Fundos de Investimentos, é que ele segue o tipo de tributação que segue o sistema denominado “come-costas”.

Mas o que isso quer dizer? Que dizer que é cobrado duas vezes ao ano, o imposto de renda sobre os ganhos do fundo. Se olharmos individualmente cada imposto que foi deduzido, podemos achar que não foi muito, porém, se você somar isso a longo prazo, pode ser uma grande desvantagem para o investidor.

Taxas de Administração

Outra desvantagem que desfavorece bastante quem investe em fundos de investimento, é o fato de se cobrar 2% ao ano para quem administra o fundo, o que pode gerar uma queda ainda maior nos retornos de seu investimento.

Além de que existe uma outra taxa também, que é se costuma cobrar quando se fala do investimento em fundos. A de 20% em cima do desempenho do fundo, caso o mesmo tenha uma renda maior do que o de seu índice de referência.

Como investir em fundos?

Fundos de Investimentos: Vantagens e desvantagens
Como investir em fundos? – Foto: Freepik

Depois de ler sobre tudo isso, as vezes você está se perguntando sobre como investir nesse tipo de investimento.

A primeira coisa a se fazer antes de investir, é saber o seu perfil como investidor, os seus objetivos com o investimento e a criação de um planejamento estratégico que esteja de acordo com seu perfil e objetivos.

Após, você deve analisar as corretoras disponíveis no mercado, escolhendo a que melhor atende ao seu, a que dispõe de menores taxas nas negociações, e não se esqueça de conferir os tipos de fundos que ela administra.

Depois dessa etapa concluída, você pode escolher entre os fundos que estão disponíveis no mercado, aqueles que mais se encaixam com seu perfil e objetivos.

Com os fundos encontrados e escolhidos, basta você ir diante da sua corretora escolhida, e escolher um dos tipos de fundo que ela oferece que esteja de acordo com seu perfil e com seus objetivos.

Como nós vimos anteriormente, os fundos de investimento podem ser uma ótima oportunidade para você que está entrando no mercado agora e não dispõe de muito conhecimento sobre como atuar nesse território.

Assim como, também são uma boa opção para aqueles que desejam diversificar sua carteira de investimentos, dentre outros vários benefícios que ele pode lhe proporcionar.

Mas como sempre gostamos de ressaltar, não porque um investimento é bom, que ele seja bom para você.

Antes de entrar de cabeça nesse tipo de investimento, busque primeiro se conhecer, saber onde você pretende chegar com seu investimento; entenda qual é o seu perfil, se você tem tolerância a altos riscos ou não, se você é um investidor de longo prazo, ou curto prazo, essas dentre tantas outras características; e não se esqueça de estudar sobre esse setor que você sonha tanto em entrar.

Obrigado por ficar com a gente até aqui, não se esqueça de deixar seu comentário e as suas dúvidas. É sempre um prazer ajudar você. Confira os nossos outros artigos, até mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui