The Body Shop entra em recuperação judicial no Reino Unido

A marca de cosméticos foi vendida pela Natura (NTCO3) no fim de 2023 para o grupo Aurelius

Author
Publicado em 14/02/2024 às 15:41h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 14/02/2024 às 15:41h Atualizado 2 meses atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)

A The Body Shop entrou em recuperação judicial no Reino Unido. A marca de cosméticos foi vendida recentemente pela Natura (NTCO3) e vinha apresentando resultados comerciais abaixo do esperado desde então.

💲 A companhia nomeou administradores da consultoria FRP Advisory, para gerir os seus negócios e propriedades, na terça-feira (13). Em comunicado enviado à Sky News, a The Body Shop disse que os administradores vão considerar todas as opções para o negócio.

Leia também: Uber (U1BE34) lança recompra de US$ 7 bilhões em ações após 1º lucro anual

Na avaliação da empresa, a administração “fornece estabilidade, flexibilidade e segurança para encontrar os melhores meios de garantir o futuro da The Body Shop e revitalizar esta icônica marca britânica”.

De acordo com a Sky News, mais de 100 das cerca de 200 lojas mantidas pela The Body Shop no Reino Unido podem ser fechadas durante o processo de recuperação. A Reuters acrescentou que cerca de dois mil empregos estão sob risco.

The Body Shop

💄 A The Body Shop foi fundada em 1976 em Brighton, no Reino Unido, pela ativista ambiental e de direitos humanos Anita Roddick. A companhia luta pelo fim de testes em animais na indústria de cosméticos desde 1991.

Conhecida internacionalmente por pautas como essa, a The Body Shop já foi parte dos grupos L'Oreal e Natura. A Natura adquiriu a marca em 2017 e vendeu o negócio em dezembro de 2023 para o grupo de investimentos europeu Aurelius.

O negócio foi avaliado em US$ 262 milhões, cerca de R$ 1,2 bilhão, à época. O valor será pago em até cinco anos, segundo a companhia brasileira.

Natura

Ao comunicar a venda da The Body Shop, em novembro de 2023, a Natura disse que a transação iria ajudar a companhia a "otimizar suas operações e simplificar seus negócios, além de posicioná-la para focar em prioridades estratégicas, especialmente a integração da Natura e Avon na América Latina, o modelo de venda direta e a otimização adicional da presença internacional da Avon".

Pouco depois, no entanto, a companhia brasileira também decidiu estudar a separação Natura&CO América Latina e da Avon. Segundo comunicado em 5 de fevereiro, a ideia em estudo é criar duas companhias de beleza independentes e de capital aberto.

NTCO3

NATURA
Cotação

R$ 16,70

Variação (12M)

57,87 % Logo NATURA

Margem Líquida

11,12 %

DY

4.62%

P/L

7,79

P/VP

1,00