Natura (NTCO3) e Avon podem virar duas companhias independentes

A Natura decidiu avaliar a separação dos negócios, em companhias de beleza independentes e de capital aberto

Author
Publicado em 05/02/2024 às 20:59h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 05/02/2024 às 20:59h Atualizado 2 meses atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)

A Natura (NTCO3) vai avaliar a separaçãoda Natura&CO América Latina e da Avon. A ideia é criar duas companhias de beleza independentes e de capital aberto.

💄 A Natura comprou a Avon em 2020, constituindo à época a quarta maior empresa de beleza do mundo. Contudo, nesta segunda-feira (5) disse que o seu Conselho de Administração autorizou a sua diretoria a avaliar a separação das duas empresas

Segundo a companhia, a possível separação está em linha com a estratégia de "simplificar sua estrutura corporativa e proporcionar mais autonomia para suas unidades de negócios, após as recentes vendas de Aesop e The Body Shop".

Duas companhias independentes

A Natura disse que a estrutura da possível separação ainda está sendo avaliada. O objetivo, contudo, seria criar "duas companhias separadas e independentes (Natura e Avon), com planos de negócios próprios, governança independente e equipes de gestão mais bem preparadas para perseguir estratégias mais direcionadas para impulsionar o valor de longo prazo para os acionistas".

"Essa separação tem como objetivo promover o potencial de ambas as empresas, que possuem abrangências geográficas distintas, atendem diferentes consultores de beleza e consumidores e, juntas, oferecem valor limitado de sinergia sob a estrutura atual", afirmou.

Leia também: Itaú (ITUB4) pagará dividendo de R$ 1,12 por ação, veja detalhes

A companhia lembrou que a Natura opera em todo o mundo e continuaria com o direito de operar a marca Avon na América Latina.

🗣️ "A possível separação não afetaria a integração das marcas na América Latina. A Avon, por sua vez, se beneficiaria indiretamente das vendas na América Latina por meio de um acordo comercial com a Natura, enquanto continuaria suas operações em outros mercados fora da América Latina", explicou.

Na avaliação da Natura, a medida ainda traria mais valor para os acionistas e proporcionaria "uma maior visibilidade sobre desempenho financeiro, estrutura, perspectivas de crescimento e teses de investimento das respectivas companhias".

Em estudo

A Natura ressaltou, por sua vez, que "não há garantia de que qualquer separação será, em última análise, recomendada pelo Conselho de Administração". A medida ainda estaria sujeita a condições, como a aprovação da maioria dos acionistas.

Por isso, a companhia disse que, enquanto avalia a medida, continuará implementando a estratégia de turnaround da Avon e integração dos negócios da Natura e da Avon na América Latina.

NTCO3

NATURA
Cotação

R$ 16,44

Variação (12M)

62,32 % Logo NATURA

Margem Líquida

11,12 %

DY

4.62%

P/L

7,67

P/VP

0.99