Santander (SANB11) é condenado a pagar R$ 1,5 milhão a trabalhadores, entenda

Caso descumpra a decisão, o banco pagará multa de R$ 50 mil por cada item da sentença.

Author
Publicado em 12/04/2024 às 12:50h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 12/04/2024 às 12:50h Atualizado 2 meses atrás por Elanny Vlaxio
(Shutterstock)
(Shutterstock)

O Santander (SANB11) foi condenado pela Justiça do Trabalho a pagar R$ 1,5 milhão por danos morais coletivos. O banco foi julgado por submeter trabalhadores de agência bancárias à cobrança excessiva de metas, na cidade de Ribeirão Preto (SP). Por volta das 12h23, as ações do banco recuavam 1,72% a R$ 24. 

🏦 Segundo o comunicado do MPT (Ministério Público do Trabalho), o banco estabelecia metas, em determinadas vezes inatingíveis, sem verificar medidas protetivas visando a saúde coletiva dos seus empregados. Agora, o banco terá que adaptar as condições de trabalho "às características psicofisiológicas" dos funcionários.

Leia também: GPS (GGPS3) pagará R$ 215 milhões em dividendos; veja como ter direito

Em nota ao jornal "Valor Econômico", o banco afirmou que "irá recorrer da decisão, pois respeita integralmente a legislação e possui diversos programas de promoção ao bem-estar, à saúde física e psicológica de seus colaboradores.”. Além do valor milionário e as adaptações, o banco deverá providenciar a emissão do ASO (Atestado de Saúde Ocupacional). 

💰 Caso descumpra a decisão, o banco está sujeito a multas de R$ 50 mil por cada item descumprido em uma decisão judicial, além de R$ 5 mil adicionais por trabalhador prejudicado, caso não cumpra a determinação. 

SANB11

SANTANDER
Cotação

R$ 27,70

Variação (12M)

-8,08 % Logo SANTANDER

Margem Líquida

7,37 %

DY

5.84%

P/L

10,94

P/VP

0.9