Minerva (BEEF3) faz projeção sobre exportações de carne bovina na América do Sul; confira

Companhia acredita que continente será responsável por 50% da exportação de carne bovina global em cinco anos

Author
Publicado em 28/11/2023 às 12:46h - Atualizado 4 meses atrás Publicado em 28/11/2023 às 12:46h Atualizado 4 meses atrás por Juliano Passaro
(Shutterstock)

A Minerva Foods (BEEF3) projeta que a América do Sul elevará em dez pontos percentuais os embarques globais de carne bovina, no período de cinco anos. Com isso, o continente passaria a deter 50% das exportações globais do produto. A fala foi dita por Fernando Queiroz, CEO da Minerva, no evento "Minerva Day", nesta terça-feira (28). As informações são da "Reuters".

🥩“O setor cada vez mais vai para áreas mais competitivas, é muito mais barato na América do Sul, um grande diferencial, além da questão da natureza”, disse Queiroz.

Veja também: Carrefour (CRFB3) retira projeção de R$ 100 bi em vendas para 2024; entenda

“50% do trading vai estar nas nossas mãos dentro de cinco anos”, complementou o executivo.

🤝Em agosto deste ano, a Minerva anunciou a aquisição de plantas de abate da Marfrig (MRFG3) na América do Sul, em uma transação de R$ 7,5 bilhões. O acordo envolvia plantas de abate bovino no Brasil, Argentina e Chile.

Dessa forma, a Minerva visa a consolidação de sua participação na região, com uma oferta de mão de obra com menores custos em relação a países como os EUA.

Segundo Queiroz, as aquisições feitas pela Minerva ao longo dos últimos anos mostra a capacidade da companhia em extrair sinergias dos negócios, como é o caso dos ativos comprados da Marfrig.