CVM rejeita acordo com ex-diretores da Americanas (AMER3)

Sergio Rial está sendo investigado por suposta exposição de informação e João Guerra por suposta não divulgação de fato relevante.

Author
Publicado em 27/03/2024 às 10:57h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 27/03/2024 às 10:57h Atualizado 3 meses atrás por Elanny Vlaxio
(Shutterstock)
(Shutterstock)

O Colegiado da CVM (Comissão de Valores Imobiliários) rejeitou, na última terça-feira (26), a proposta de termo de compromisso apresentada pelo ex-diretor presidente da Americanas (AMER3) Sergio Rial e pelo ex-diretor de relações com investigadores da varejista João Guerra em processo administrativo sancionador.

No entanto, no caso da diretora de RI da companhia, Camille Loyo Faria, o colegiado decidiu aceitar o acordo no valor de R$ 2,4 milhões. Com isso, o processo envolvendo a executiva na CVM foi encerrado.

📋 Em relação ao termo de compromisso dos ex-diretores da companhia, a CVM afirmou não ser "oportuna e conveniente” a aceitação do acordo, considerando a gravidade do caso e a existência de outros processos envolvendo o tema.

“Entendeu-se que o melhor desfecho para o caso seria a apreciação pelo colegiado em sede de julgamento”, disse a CVM em documento.

Sobre o processo

A CVM está investigando o ex-presidente da Americanas, Sergio Rial, por suposta divulgação prévia e irregular de informações referentes à dívida financeira da companhia. O caso aconteceu em uma teleconferência realizada em 12 de janeiro de 2023.

📊 Já João Guerra está sendo investigado a suposta não divulgação de fato relevante, com informações proferidas por Sérgio Rial na mesma teleconferência.

Leia também: Americanas (AMER3) conclui compra da Uni.Co, dona de Puket e Imaginarium

AMER3

AMERICANAS S.A
Cotação

0.69

Variação (12M)

-38,39 % Logo AMERICANAS S.A

Margem Líquida

-99,25 %

DY

0%

P/L

0.04

P/VP

0.02