Aquisições no Brasil atraem 50,1% de capital estrangeiro em 2023; entenda

Foram mais de 5 mil transações de M&A no Brasil, com 47% delas envolvendo compradores estrangeiros

Author
Publicado em 16/02/2024 às 10:21h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 16/02/2024 às 10:21h Atualizado 2 meses atrás por Jennifer Neves
Foto - Shutterstock

🤝🏻 As transações de fusões e aquisições (M&A, da sigla em inglês) no Brasil tiveram um aumento significativo em relação ao capital estrangeiro, com o maior recorde em sete anos. Ao longo de 2023, as operações do tipo “cross border” (de um país para outro) representaram 50,1% das 371 concluídas.

A quantidade subiu para 54,5%, no segundo semestre, com o total de 156 operações, marcando a maior proporção semestral desde 2016. Os dados foram levantados pela Seneca Evercore a pedido do Valor.

Foi revelado ainda, que desde 2014 ocorreram mais de 5 mil transações de M&A no Brasil, com 47% delas envolvendo compradores estrangeiros. Esse crescimento aponta uma melhoria da avaliação de risco do Brasil, em comparação com outros mercados emergentes, de acordo com banqueiros de investimentos.

A melhor percepção de risco brasileira foi impulsionada por fatores como baixo desemprego, inflação controlada, taxa de juros em queda e Ibovespa com melhor desempenho.

Leia também: BB Seguridade (BBSE3) atualiza valor por ação de dividendo, veja número final

Em relação ao volume financeiro, a consultoria Dealogic também mostra uma tendência similar. No último ano, as transações totalizaram US$ 37,9 bilhões, sendo que desse valor, US$ 17,8 bilhões foram cross border, equivalente a 47% do total.

Um dos maiores impulsos para a performance foram grandes aquisições como a venda de uma participação na unidade de metais básicos da Vale (VALE3); da AESOP e The Body Shop pela Natura (NTCO3).

Além disso, os bancos de investimento também testemunharam um aumento na atividade de investidores estrangeiros buscando ativos no Brasil.

Para o ano corrente, é esperado que as transações locais ganhem força, com a melhoria do mercado de capitais brasileiro e a retomada dos IPOs. O cenário impulsiona o interesse por fusões e aquisições, ajudando a equilibrar a participação entre investidores locais e estrangeiros.

*Com informações do Valor

VALE3

Vale
Cotação

R$ 63,36

Variação (12M)

-6,52 % Logo Vale

Margem Líquida

19,20 %

DY

11.03%

P/L

7,20

P/VP

1,51