Apple (AAPL34) é a marca mais valiosa do mundo, veja ranking

Brasil tem três representantes em lista com 500 marcas: Itaú, Banco do Brasil e Bradesco

Author
Publicado em 17/01/2024 às 19:09h - Atualizado 4 meses atrás Publicado em 17/01/2024 às 19:09h Atualizado 4 meses atrás por Marina Barbosa
Sede da Apple em Nova York (Shutterstock)
Sede da Apple em Nova York (Shutterstock)

Apesar da recente queda na Bolsa, a Apple (AAPL34) tornou-se a marca mais valiosa do mundo em 2024. A companhia era a segunda do ranking em 2023, mas desbancou a Amazon (AMZO34) e assumiu a dianteira da lista, segundo a Brand Finance.

O ranking das marcas mais valiosas do mundo foi divulgado nesta quarta-feira (17) pela Brand Finance durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos. O levantamento conta com 500 empresas de diferentes países e setores econômicos, mas foi novamente encabeçado por big techs americanas.

💰 Veja as 10 marcas mais valiosas do mundo:

Altas...

A Apple (AAPL34) assumiu o primeiro lugar do ranking depois do seu valor de marca saltar 74% em um ano, atingindo US$ 516,6 bilhões, cerca de R$ 2,5 trilhões na cotação atual.

📱 "A Apple aumentou o valor da sua marca através da diversificação estratégica e da premiumização, afastando-se da forte dependência das vendas do iPhone apostando em wearables e serviços, como as assinaturas da Apple TV", comentou o CEO da Brand Finance, David Haigh.

Segundo ele, mais de 50% dos entrevistados disseram que os produtos da Apple eram caros, mas valiam o preço, "reforçando a capacidade da marca de exigir um preço premium".

Leia também: Apple (AAPL34) desbanca Samsung e se torna a maior fabricante de smartphones do mundo

💻 A Microsoft (MSFT34), que recentemente atingiu um valor de mercado superior ao da Apple, também valorizou a sua marca nos últimos 12 meses. A alta foi de 78%. Com isso, o valor de marca da Microsoft alcançou US$ 340,4 bilhões, cerca de R$ 1,7 trilhão, e a companhia saiu da quarta para a segunda posição do ranking.

O valor da marca é diferente do valor de mercado da companhia. O primeiro considera a relevância e o poder de influência que uma marca tem no mercado. Já o valor de mercado depende do preço que os investidores estão dispostos a pagar pelas ações da empresa.

📈 A Brand Finance ainda destacou o desempenho da Nvidia (NVDC34), companhia americana que produz semicondutores e tornou-se um fornecedor essencial de chips para o mercado de inteligência artificial. É que, com o crescimento desse setor, o valor de marca da Nvidia saltou 163% em um ano, chegando a US$ 44,5 bilhões, cerca de R$ 219,5 bilhões. A companhia subiu 117 posições e agora ocupa a 30ª posição do ranking de marcas mais valiosas do mundo.

E baixas

📉 A Amazon (AMZO34), que havia liderado o ranking das marcas mais valiosas do mundo em 2023, agora aparece na quarta posição. A companhia caiu no ranking mesmo ampliando o seu valor de marca em 3%, para US$ 308,9 bilhões, cerca de R$ 1,5 trilhão.

A Tesla (TSLA34), de Elon Musk, também caiu, deixando o top 10. A companhia viu seu valor de marca encolher 12%, para US$ 58,3 bilhões. Por isso, saiu da 9ª para a 18ª colocação do ranking.

Brasil

Três marcas brasileiras aparecem no ranking das 500 marcas mais valiosas do mundo. Todas são do setor financeiro, confira:

"Novamente os bancos lideram as marcas brasileiras mais valiosas em nível global. Um propósito bem definido, associações e atributos emocionais de marca, e inovação, alinhados com uma boa comunicação e alto volume de receita, fazem Itaú, Banco do Brasil e Bradesco as marcas nacionais mais valiosas em nível mundial", afirmou o diretor da Brand Finance no Brasil, Eduardo Chaves.

Segundo ele, "o segmento bancário carrega um grande potencial de crescimento que vem sendo absorvido pelas marcas do setor". "Uma boa gestão da experiência e relacionamento com o cliente, elevam os indicadores de força de marca e consequentemente aumentam as vendas. Sabe-se que um aumento na percepção das marcas também aumenta a intenção de compra por essa determinada marca, o que vem sendo trabalho com maestria por essas três grandes marcas nacionais", afirmou.

Leia também: Google (GOGL34) realiza corte de funcionários da área de publicidade no Brasil

🏦 O valor de marca dos bancos brasileiros não foi divulgado, apenas a colocação das instituições no ranking global. O Itaú (ITUB4), por exemplo, caiu 21 posições no ranking, porque viu seu valor de marca encolher 4,5%. Ainda assim, é a marca brasileira mais bem colocada, no 236º lugar do ranking.

Já o Banco do Brasil (BBAS3) subiu 50 posições, com um aumento de 11% no valor de marca. O Bradesco (BBDC4) desceu 12 degraus, com um recuo de 2% no valor de marca.

Marcas mais fortes

Além de calcular as marcas mais valiosas, a Brand Finance identificou as marcas mais fortes do mundo. O ranking também é liderado por uma empresa do setor de tecnologia, só que da China e não dos Estados Unidos: a WeChat. Youtube e Google completam o pódio.

AAPL34

Apple
Cotação

R$ 48,90

Variação (12M)

10,53 % Logo Apple

Margem Líquida

26,31 %

DY

0.42%

P/L

29,15

P/VP

39,45