Ações da Eletrobras (ELET3) recuam após anúncio de possível corte de salários

Atualmente, os eletricitários recebem até R$ 15.572,04 mil.

Author
Publicado em 17/04/2024 às 13:54h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 17/04/2024 às 13:54h Atualizado 1 mês atrás por Elanny Vlaxio
(Shutterstock)
(Shutterstock)

A Eletrobras (ELET3) anunciou, nesta quarta-feira (17), que apresentou uma proposta de acordo coletivo aos sindicatos que prevê, corte de 12,5% em salários e demissões em massa, hoje proibidas. Com o comunicado, às 11h, as ações da empresa recuaram 1,41%, a R$ 37,75. 

💲 Segundo a companhia, a medida faz parte de um sequência de corte de gastos realizados desde a privatização da empresa, em 2022. Atualmente, os eletricitários recebem até R$ 15.572,04 mil e, caso a proposta seja aprovada, irá valer para todas as concessionárias do grupo. 

Leia também: TIM (TIMS3) pagará R$ 1,31 bilhão em dividendos

“A Eletrobras está em negociação com os sindicatos que representam seus profissionais e busca um acordo coletivo baseado nas determinações da lei e na construção de uma empresa cada vez mais robusta”, afirmou a empresa em nota. 

💰 A companhia também reforçou que todos os trabalhadores afetados serão indenizados. De acordo com as estimativas dos representantes dos trabalhadores, cerca de 5 mil funcionários estão dentro da faixa salarial atingida. 

"Não adianta fazer ajuste de um lado para aumentar o gasto com outro lado”, disse o Coletivo Nacional dos Eletricitários em nota. 

ELET3

ELETROBRAS
Cotação

R$ 36,16

Variação (12M)

0,50% Logo ELETROBRAS

Margem Líquida

11,97 %

DY

1.08%

P/L

19,01

P/VP

0.74