Quais são os principais riscos de investir em fundos imobiliários? Você tem considerado os riscos mais importantes em suas análises?

Assim como qualquer outro tipo de investimento, os fundos imobiliários possuem seus riscos, principalmente se considerarmos que esse tipo de ativo está listado na renda variável.

Logo, é importante que o investidor que invista ou pense em investir nesse tipo de ativo conheça os principais riscos de investir em fundos imobiliários.

No entanto, vale destacar, que o fato de oferecer riscos, não é exatamente um problema, afinal no mundo dos investimentos, quanto maior o grau de risco, maior costuma ser a possibilidade de retorno.

O segredo na verdade, é conseguir interpretar os indicadores de mercado, conhecer os riscos de investir em fundos imobiliários e se antecipar a eles, seja por meio de estratégias de diversificação de carteira ou através de análises específicas.

Considerando que é essencial que todo investidor conheça os riscos relacionados aos seus ativos, o Investidor 10 apresenta neste conteúdo os 4 principais riscos de se investir em  fundos imobiliários. Não deixe de conferir!

Investir em fundos imobiliários – 1.Risco de Inadimplência

risco de inadimplência em fundos imobiliários
Risco de inadimplência em fundos imobiliários – Foto: Freepik

Como todos nós ou pelo menos a grande maioria que planeja investir nesse ativo já sabe, os fundos imobiliários remuneram seus cotistas, por meio de dividendos mensais.

Esses dividendos são pagos de forma proporcional ao quantitativo de cotas que cada investidor possui em um fundo imobiliário, levando em consideração também, a receita do fundo no período. Receita essa que tem origem em contratos de locação dos imóveis que compõem a carteira de ativos do fundo.

Olhando sob o ponto de vista da receita, é interessante para o investidor que os fundos imobiliários recebam receitas recorrentes e em volume significativo. Afinal, quanto maior a receita em cada período, maior será o volume de dividendos distribuídos.

Por outro lado, se as receitas são baixas, os investidores acabam sendo diretamente afetados, com a redução dos seus dividendos.

Uma das possibilidades para queda da arrecadação dos fundos imobiliários é a inadimplência, no pagamento dos aluguéis por parte dos inquilinos do fundo.

Esse, por sinal, é um dos principais riscos de investir em fundos imobiliários, a inadimplência dos inquilinos. Afinal, sem receita não há pagamento de dividendos.

2.Risco de Vacância

risco de vacância em fundos imobiliários
Risco de vacância em fundos imobiliários – Foto: Freepik

A vacância é um outro risco que merece destaque quando falamos de fundos imobiliários. Entende-se por vacância a não ocupação de imóveis de um fundo imobiliário.

Para que fique mais claro, imagine você que determinado fundo possui 10 salas comerciais no seu ativo e que apenas 50% delas estão locadas. O que acontece com as outra parcela das salas?

As salas não alugadas ficam com status de vacância, ou seja disponíveis para possíveis interessados e momentaneamente sem gerar receita.

O grande problema e risco de investir em fundos imobiliários nesse caso, está também relacionado à queda das receitas do fundo. Afinal, quanto maior for a parcela de ativos do fundo não locadas, menor será o pagamento mensal de dividendos.

Como um dos fatores mais importantes que você deve considerar em suas análises, o risco de vacância não poderia ficar de fora da nossa lista.

3.Risco de Mercado

Risco de mercado em fundos imobiliários
Risco de mercado em fundos imobiliários – Foto: Freepik

Como todo ativo classificado na renda variável, os fundos imobiliários possuem um valor mercado que oscila, ou seja, sobe e desce de acordo com diversos fatores.

Sendo assim, além de auferir lucro com o recebimento de dividendos mensais, os investidores também podem lucrar com a valorização das cotas do fundo em uma possível venda.

Para que fique mais claro, imagine que você comprou quotas de determinado fundo imobiliário a R$ 100,00 e algum tempo depois as vendeu por R$ 130,00. Nessa operação você sairia no lucro, não é mesmo?

No entanto, o grande problema é que o contrário também pode acontecer. Portanto, é possível que o fundo imobiliário que você adquiriu hoje a R$ 130,00 algum tempo depois esteja cotado a R$ 100,00.

Em situações de desvalorização do fundo imobiliário no mercado, o investidor que precisar vender as suas cotas, sairá no prejuízo.

Assim sendo, podemos dizer que o risco de mercado ou desvalorização é um dos principais riscos de investir em fundos imobiliários.

4.Risco de Liquidez

Risco de liquidez em fundos imobiliários
Risco de liquidez em fundos imobiliários – Foto: Freepik

Por fim, destacamos um último risco de investir em fundos imobiliários: o risco de liquidez.

No mundo dos investimentos existem ativos de alta liquidez e baixa liquidez, você sabe o que isso quer dizer?

Baixa liquidez: Ativos de difícil venda e que costumam levar tempo para se transformar em dinheiro.

Alta liquidez: Ativos vendidos facilmente e que podem se transformar em dinheiro de forma muito rápida sempre que o investidor precisar.

Logo, um fundo de alta liquidez, é aquele que possui um grande volume diário de negociações na bolsa de valores, sendo muito fácil de ser vendido para outros investidores.

A alta liquidez é uma qualidade, sem dúvidas. No entanto, por outro lado, temos a baixa liquidez, considerada um dos maiores riscos relacionados ao investimento em fundos imobiliários.

Afinal, não há nada pior do que precisar vender um ativo para recuperar o valor investido e não encontrar interessados, não é mesmo?

Para evitar o risco de baixa liquidez, tenha preferência por fundos imobiliários que registrem volumes significativos de movimentação a cada pregão da bolsa de valores.

Você investe ou pensa em investir em fundos imobiliários, mas não deseja se expor a riscos significativos?

Então você precisa conhecer a página de análise de fundos imobiliários do Investidor 10, por lá você encontra todas as informações que precisa a respeito dos fundos imobiliários listados na bolsa de valores.

Visite a nossa página de fundos imobiliários. Veja o que você encontrará por lá:

  • Dividend Yield;
  • P/VP;
  • Liquidez Diária;
  • Valorização;
  • Histórico de Dividendos;
  • Ativos;
  • Percentual de vacância;
  • Valor Patrimonial;
  • Dentre outras informações relevantes.

Com base em todas essas informações, você pode formular suas próprias análises e estratégias para minimizar seus riscos de investir em fundos imobiliários.

Gostou do conteúdo? Então salve o Investidor 10 nos favoritos para retornar outras vezes e siga a nossa página no Instagram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui