Como ganhar além das oscilações de preço

Investir na bolsa vai além de lucrar com a venda e compra de ações, com rendimentos variando na mesma medida que as cotações. Existem formas diferentes de aumentar seu capital com a B3 e neste artigo você vai descobrir como funciona o Dividend Yield ou DY.

Dividend Yield
Lucrando além com Dividend Yield – Foto: Freepik

Quando se compra um ativo você passa a ser um acionista, dessa forma tem direito a parte do lucro da empresa que emitiu a ação. Periodicamente esse lucro pode ser pago dividendos (proventos) que serão distribuídos entre os detentores de ativos.

O Dividend Yield (DY) seria o vínculo entre os proventos e a cotação das ações de uma empresa. O investidor que deseja ganhar com dividendos precisa saber como funciona esse indicador.

Aproveite e confira nosso ranking de empresas com maior dividend yield.

O significado de Dividend Yield

Uma tradução para Dividend Yield é Rendimento de Dividendos e ele representa qual foi o retorno, em porcentagem, pago ao investidor em relação ao ativo adquirido. A relação é feita com dados dos últimos 12 meses e nos valores das ações atualizadas.

Com esse indicador o investidor pode ver os resultados da empresa baseado nos dividendos pagos a seus acionistas em um determinado período. Como esses proventos podem vir de acontecimentos esporádicos, isso deve ser feito com cautela.

Para se ter uma ideia do que estamos falando, os rendimentos de dividendos podem ser: Ordinários, relacionados ao último ano fiscal ou extraordinários, proveniente acontecimento único, venda de um imóvel, por exemplo.

Fazendo o cálculo do DY

Temos aqui um cálculo bem simples.

Basta dividir o valor dos dividendos pagos pelo preço unitário da ação. No final multiplicamos por 100 para obter o valor em porcentagem.

Dividend Yields = Dividendo por ação / Valor da ação x100

Vamos assumir CMIG3 com proventos: R$ 0,725

Cotação CMIG3: R$ 9,50

DY = R$ 0,725 / R$ 9,50 = 0,076 x100 = 7,6%

Ou seja, esse ativo pagou 7,6% por ação em dividendos para o investidor.

Quais aplicações efetivas para o Dividend Yield

Vamos começar essa sessão com uma palavra chave: cautela. O DY é um indicador que, quando utilizado com outras ferramentas de análise, permitem ao investidor verificar riscos e chances futuras de ganhos, mas ao mesmo tempo pode enganar.

Uma empresa que tenha valores abaixo do mercado chega a oferecer taxas altas de dividendos buscando atrair capital para si. Outro ponto é que usar indicadores isoladamente como garantia de rendimentos futuros é um erro, e isso também se aplica ao DY.

Agora, quando bem utilizado e amparado por outros fatores de analise, como margens e rentabilidade por exemplo, o Dividend Yield possibilita ao investidor pensar em opções seguras de investimentos.

Vamos supor que o investidor deseja diversificar a carteira e pensa em uma renda passiva a médio e curto prazo. Com o conhecimento do DY ele pode direcionar seu capital para empresas que apresentam estabilidade, rendimento e que tenham dividendos atrativos.

Acima de tudo o investidor precisa se manter informado e atualizado, como já falamos aqui em nosso guia prático. Vale a pena dar uma conferida se você ainda não viu. Se já viu, lembra da última dica? Revise.

Gostou de aprender sobre o Dividend Yield? Quer mais conteúdo como esse? Leia nossos artigos e fique à vontade para comentar e tirar suas dúvidas.

Muito obrigado por ter lido nosso post.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui