XP (XPBR31): Lucro cresce 29% e alcança R$ 1,03 bilhão no 1º tri

Com 4,5 milhões de clientes ativos, XP viu receita bruta saltar 28% no primeiro trimestre.

Author
Publicado em 21/05/2024 às 18:48h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 21/05/2024 às 18:48h Atualizado 2 meses atrás por Marina Barbosa
XP atingiu lucro recorde para um 1º trimestre (Shutterstock)
XP atingiu lucro recorde para um 1º trimestre (Shutterstock)

A XP Inc. (XPBR31) apresentou um lucro líquido de R$ 1,03 bilhão no primeiro trimestre de 2024. O resultado subiu 29% em relação ao mesmo trimestre de 2023.

📈 Segundo a XP, o resultado é recorde para um primeiro trimestre e equivale a um lucro líquido por ação diluído de R$ 1,85, alta anual de 25%.

A alta do lucro reflete o aumento da receita bruta da XP. A cifra saltou 28% na comparação anual, para R$ 4,3 bilhões, impulsionada pelos segmentos de varejo, grandes empresas e mercados de capitais.

💲 Principal ramo de atuação da XP, o varejo teve uma receita de R$ 3,1 bilhões. A maior parte (R$ 1,1 bilhão) veio dos investimentos de renda variável. Contudo, o destaque ficou com a renda fixa, cuja receita mais do que dobrou, atingindo R$ 704 milhões.

A XP ainda observou altas taxas de crescimento em cartões, crédito e seguros. Veja como cada item da receita de varejo cresceu no primeiro trimestre:

  • Renda variável: R$ 1,128 bilhão, +6%;
  • Renda fixa: R$ 704 milhões, +112%;
  • Plataforma de fundos: R$ 316 milhões, +1%;
  • Fundos de previdência: R$ 95 milhões, +10%;
  • Cartões: R$ 297 milhões, +45%;
  • Crédito: R$ 55 milhões, +35%;
  • Seguros: R$ 45 milhões, +41%;
  • Outros: R$ 490 milhões, 0%.

Leia também: Do Tesouro ao CDB: Onde os brasileiros estão investindo seu dinheiro em 2024

Já o segmento de grandes empresas e mercados de capitais atingiu uma receita de R$ 509 milhões, 91% maior que a do primeiro trimestre de 2023.

Na avaliação da XP, a cifra reforça a "estratégia de diversificação de receitas através de nosso negócio de Atacado, e demonstrando que a XP está bem-posicionada para continuar se beneficiando da atividade de DCM (mercado de capitais) no Brasil".

Com isso, a XP teve uma margem bruta de 67,5% e um EBT (lucro antes dos impostos) recorde de R$ 1,08 bilhão no primeiro trimestre. O ROAE (Retorno Anualizado sobre o Patrimônio Médio) foi de 20,7%.

4,5 milhões de clientes

A XP tinha 4,587 milhões de clientes ativos ao final do primeiro trimestre de 2024, um número 16% maior que o do mesmo período de 2023. Já os ativos totais dos clientes subiram 20%, para R$ 1,141 trilhão.

A XP teve uma captação líquida de R$ 15 bilhões no trimestre. A média de negociações diárias no varejo, no entanto, caiu 9%, para 2,2 milhões.

XPBR31

XP Investimentos
Cotação

R$ 99,01

Variação (12M)

-18,08 % Logo XP Investimentos

Margem Líquida

60,73 %

DY

6,49 %

P/L

11,47

P/VP

2,35