Vale (VALE3) oferece R$ 16 bilhões para acordo sobre outorgas, diz jornal

A finalização do acordo ainda depende da aprovação do governo.

Author
Publicado em 09/05/2024 às 11:20h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 09/05/2024 às 11:20h Atualizado 1 mês atrás por Elanny Vlaxio
O governo levantou questões à Vale sobre a dedução de ativos não amortizados (Shutterstock)
O governo levantou questões à Vale sobre a dedução de ativos não amortizados (Shutterstock)

A Vale (VALE3) apresentou, há duas semanas, uma proposta para quitar R$ 16 bilhões em outorgas não pagas na renovação antecipada dos contratos das estradas de ferro Carajás e Vitória a Minas. A informação foi divulgada pelo "Broadcast/Estadão".

💲 A proposta da empresa, de pagar R$ 16 bilhões, apesar de ainda estar abaixo dos R$ 25,7 bilhões cobrados inicialmente pela União, teria agrado o Executivo. No entanto, a finalização do acordo ainda depende da aprovação do governo.

Segundo apurou a coluna, a tragédia que atingiu o Rio Grande do Sul na semana passada mobilizou as atenções do governo federal, atrasando a avaliação dos termos do acordo.

Leia também: Saiba como e onde doar para as vítimas no Rio Grande do Sul

💰 Cabe mencionar que o governo levantou questões à Vale sobre a dedução de ativos não amortizados no cálculo do valor da outorga paga à União.

De acordo com o Broadcast, no caso de Carajás, a outorga estipulada era de R$ 15,9 bilhões, mas a Vale pagou apenas R$ 641 milhões, pois descontou os investimentos realizados e não amortizados.

Dessa forma, com o valor ajustado pelo governo para valores atuais, a empresa, de acordo com a União, deve R$ 21,2 bilhões pela concessão de Carajás e R$ 4,6 bilhões pela de Vitória Minas, conforme mencionado pelo jornal.

VALE3

Vale
Cotação

R$ 60,14

Variação (12M)

-5,92 % Logo Vale

Margem Líquida

18,78 %

DY

11.46%

P/L

7,05

P/VP

1,46