Suzano (SUZB3) vai recomprar até 40 milhões de ações

Companhia também vai cancelar 20 milhões de ações que são mantidas em tesouraria atualmente

Author
Publicado em 26/01/2024 às 20:51h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 26/01/2024 às 20:51h Atualizado 2 meses atrás por Marina Barbosa
Suzano produz celulose a partir do eucalipto (Shutterstock)

A Suzano (SUZB3) aprovou nesta sexta-feira (26) um novo programa de recompra de ações. Com isso, a companhia pretende adquirir até 40 milhões de ações ordinárias de emissão própria nos próximos 18 meses.

📈 De acordo com a Suzano, o objetivo do programa é "maximizar a geração de valor para os acionistas". Isso porque a recompra permitirá que a companhia "faça alocação de capital eficiente considerando o potencial de rentabilidade de suas ações, de forma a proporcionar maiores retornos futuros para seus acionistas".

Leia também: XP (XPBR31) alcança 4,5 milhões de clientes, mas captação cai no 4º tri

A recompra poderá ser efetuada até o dia 26 de julho de 2025 e será financiada pelos saldos das reservas de lucro e de capital da Suzano, bem como pelo resultado do atual exercício.

💲 Em fato relevante, a Suzano disse que sua situação financeira é "compatível com a realização de aquisições de ações". A companhia não prevê, portanto, impactos no cumprimento das obrigações assumidas com credores, nem no pagamento de dividendos obrigatórios, fixos ou mínimos aos acionistas.

Ações canceladas

A Suzano tem 667.413.523 ações em circulação, além de 34.765.600 ações em tesouraria. Contudo, também decidiu nesta sexta-feira (26) cancelar 20 milhões das ações que estão em tesouraria e haviam sido adquiridas em outros programas de recompra.

De acordo com a Suzano, as 14.765.600 de ações que seguirão em tesouraria depois do cancelamento poderão ser utilizadas no cumprimento de "planos de incentivo já aprovados e quaisquer outros planos que venham a ser aprovados pela Companhia".