Sem cargo no Senado, Prates se diz ‘triste’ por demissão

Político também não sabe se deve permanecer no PT

Author
Publicado em 15/05/2024 às 15:09h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 15/05/2024 às 15:09h Atualizado 1 mês atrás por Wesley Santana
Jean Paul Prates renunciou seu cargo no Senado para assumir Petrobrás. Foto: Arquivo pessoal
Jean Paul Prates renunciou seu cargo no Senado para assumir Petrobrás. Foto: Arquivo pessoal

Jean Paul Prates foi demitido da Petrobrás (PETR4) na noite desta terça-feira (14), depois que a bolsa de valores já havia sido fechada. Embora o executivo já tivesse noção de que isso poderia acontecer, a decisão parece ter o pego de surpresa.

😞 Na tarde desta quinta (15), o ex-senador foi indagado por jornalistas sobre o sentimento pós-demissão, que afirmou: “pessoalmente, estou triste, só isso”, conforme relatou o Valor. Em sua última visita à sede da Petrobras, o agora ex-CEO foi aplaudido por funcionários, muitos dos quais ainda se mostravam incrédulos com a demissão.

A atuação de Prates como político do Partido dos Trabalhadores pode ser realinhada a partir de agora. Isso porque ele foi eleito senador pelo PT nas eleições de 2018 no estado do Rio Grande do Norte.

A imprensa também perguntou se ele deve continuar filiado ao partido do presidente Lula. “Não sei, vamos ver”, respondeu, visivelmente abalado.

🗳️ Leia mais: Petrobras (PETR4): Conselho aprova demissão de Prates e nomeia CEO interina

Fontes ouvidas pela reportagem relatam que a demissão já era esperada por Prates e pelas pessoas que circulam com ele, mas não neste momento. Além do governo estar envolto na crise das enchentes no Rio Grande do Sul, o executivo estava atuando fortemente no envio de insumos, equipamento e veículos para auxiliar na catástrofe.

Apesar disso, Jean se mostrou orgulhoso do tempo que esteve à frente da petroleira e diz ter “eliminado aquela atmosfera ruim”, em referência à gestão anterior.

“As pessoas estão felizes, esfuziantes de trabalhar na empresa. Fizemos concursos, aumentamos a força de trabalho, eliminamos aquela atmosfera ruim, de estar vendendo tudo, com incertezas sobre o futuro”, disse Prates.

Em suas redes sociais, o político ainda não se manifestou sobre o ocorrido. Ele renunciou ao cargo de senador, em janeiro de 2023, para assumir a Petrobras, portanto, não deve reassumir a vaga eletiva.

PETR4

Petrobrás
Cotação

R$ 35,75

Variação (12M)

38,51 % Logo Petrobrás

Margem Líquida

22,45 %

DY

18.21%

P/L

4,23

P/VP

1,14