Oi (OIBR3) apresenta novo plano de recuperação judicial

Com isso, assembleia de credores voltou a ser suspensa nesta quinta-feira (18).

Author
Publicado em 18/04/2024 às 17:01h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 18/04/2024 às 17:01h Atualizado 1 mês atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)
(Shutterstock)

A Oi (OIBR3) apresentou uma nova versão do seu plano de recuperação judicial. Com isso, a assembleia de credores que estava prevista para esta quinta-feira (18) foi suspensa.

📞 A nova versão do plano de recuperação judicial da Oi foi disponibilizada por volta das 12h. Isto é, duas horas antes da assembleia de credores. Por isso, a assembleia foi suspensa das 14h para as 16h30 e depois para as 18h30 para que os credores possam avaliar o documento. 

Segundo o diretor jurídico da Oi, Thales Paixão, a nova versão do plano de recuperação judicial busca um consenso com os credores que têm peso para aprovar o documento. Ele destacou, por sua vez, que as mudanças não afetam os credores das classes 1 e 4, isto é, os trabalhistas e as micro e pequenas empresas, respectivamente.

Leia também: Azul negocia fusão com Gol (GOLL4) via acionista, diz jornal

Além disso, acrescentou o diretor, o plano garante a liquidez necessária para que a companhia possa continuar operando até que consiga quitar seus débitos. 

A nova versão do plano de recuperação judicial elevou de US$ 650 milhões para US$ 655 milhões a previsão total do próximo financiamento da Oi. Além disso, prevê uma antecipação de US$ 135,8 milhões (ante US$ 125 milhões) de recursos.

Versões e suspensões

🗓️ A assembleia de credores da Oi foi convocada originalmente para o dia 5 de março, cerca de um mês depois de a empresa apresentar uma outra versão do seu plano de recuperação judicial. Na data marcada, no entanto, foi suspensa por 20 dias a pedido da Anatel.

No dia 25 de março, a Oi apresentou mais uma versão do seu plano de recuperação judicial. Com isso, os credores da companhia pediram mais tempo para analisar o documento e a assembleia ficou suspensa durante todo o dia.

Em 26 de março, a assembleia foi suspensa novamente. A Oi alegou que havia avançado na negociação com os credores, mas pediu mais tempo para finalizar os documentos necessários ao plano de recuperação judicial. Por isso, a assembleia foi suspensa para 10 de abril e posteriormente para 17 de abril.

Na quarta-feira (17), no entanto, credores e agências de fomento internacionais que pediram mais tempo para avaliar a negociação com a Oi. Por isso, a assembleia ficou para esta quinta-feira (18). 

Na ocasião, no entanto, a administração judicial e a Oi pediram que aquela fosse a última suspensão da assembleia, em respeito aos demais credores e também por causa da "necessidade urgente de liquidez" da companhia.

OIBR3

OI
Cotação

0.5

Variação (12M)

-95,15 % Logo OI

Margem Líquida

-74,09 %

DY

0%

P/L

0.01

P/VP

-