CSN Mineração (CMIN3) eleva capex para período de 2023 a 2028; ações caem

As ações da CSN chegaram a cair 2,33%, na manhã desta quinta (13), cotadas a R$ 7,13

Author
Publicado em 14/12/2023 às 15:58h - Atualizado 7 meses atrás Publicado em 14/12/2023 às 15:58h Atualizado 7 meses atrás por Juliano Passaro
(Shutterstock)
(Shutterstock)

💲 ACSN Mineração (CMIN3) divulgou uma alteração na expectativa de capex (valores disponibilizados para investimentos) de expansão na mineração de R$ 13,8 bilhões, no período de 2023 a 2027, para R$ 15,3 bilhões no período de 2023 até 2028, relativos à fase 1 do projeto de adição de capacidade. Os papéis da companhia reagiram negativamente na bolsa de valores de São Paulo (B3), após a notícia.

Veja também: Braskem (BRKM5): MPF pede bloqueio de R$ 1 bi da empresa

📊 A companhia também alterou as estimativas de produção para o período de 2023 a 2028. A CSN Mineração projeta um volume de produção e compras de minérios de terceiros entre 42 e 43,5 milhões de toneladas em 2024, 42 milhões de toneladas em 2025, 44 milhões de toneladas em 2026, 53 milhões de toneladas em 2027 e 68 milhões de toneladas em 2028. 

A CSN Mineração também divulgou sua projeção para o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização). De acordo com o documento, o indicador pode somar R$ 4 bilhões com o projeto da Planta de Itabirito P15 após a maturação das operações, que deve ocorrer em 2028. 

Ações da CSN Mineração operam em queda nesta quinta (14) 

Após a notícia sobre a alteração de projeções da CSN, os papéis da empresa caíram na bolsa de valores de São Paulo (B3). 

Por volta das 11h50 (horário de Brasília), as ações da CSN operavam em queda de 2,33%, negociadas a R$ 7,13. 

No ano, as ações da CSN Mineração acumulam alta de pouco mais de 78%.

CMIN3

CSN MINERAÇÃO
Cotação

R$ 5,02

Variação (12M)

17,98 % Logo CSN MINERAÇÃO

Margem Líquida

20,20 %

DY

10.41%

P/L

7,63

P/VP

2,28