BYD anuncia ampliação de produção de baterias em Manaus

O acordo foi intermediado pelos ministérios do Desenvolvimento e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Author
Publicado em 25/03/2024 às 16:58h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 25/03/2024 às 16:58h Atualizado 3 meses atrás por Matheus Rodrigues

🔋 A BYD anunciou nesta segunda-feira (25), que planeja ampliar a produção de baterias para veículos pesados na Zona Franca de Manaus.

Esse movimento vem após a assinatura de um Processo Produtivo Básico (PPB) com o governo, estabelecendo requisitos mínimos para a fabricação do produto e garantindo benefícios fiscais do polo industrial.

O acordo foi intermediado pelos ministérios do Desenvolvimento e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

A solicitação para definir o PPB partiu da própria montadora, que está investindo no Brasil e recentemente começou a construção de uma fábrica de carros eletrificados em Camaçari, Bahia.

Segundo Alexandre Baldy, conselheiro especial da BYD, o PPB acelerará o processo "irreversível" de eletrificação da frota de ônibus.

📊 Durante a consulta pública do PPB, empresas como WEG (WEGE3) e Moura contribuíram, estas últimas já fabricantes de baterias no Brasil.

A fábrica de baterias de fosfato de ferro-lítio da BYD foi inaugurada em 2020, com um investimento inicial de R$ 15 milhões em uma área de 5 mil metros quadrados.

Atualmente, sua capacidade de produção é de 1 Gwz de baterias por ano, destinadas ao fornecimento de ônibus elétricos da empresa montados em Campinas (SP).