Americanas (AMER3) vai vender plataforma de livros Skoob

Rede social para leitores foi comprada em 2021 pela varejista

Author
Publicado em 08/05/2024 às 16:18h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 08/05/2024 às 16:18h Atualizado 1 mês atrás por Wesley Santana
Skoob funciona como uma rede social para leitores. Foto: Divulgação
Skoob funciona como uma rede social para leitores. Foto: Divulgação

ūüďö A Americanas (AMER3) deve se desfazer da plataforma virtual de livros Skoob nos pr√≥ximos dias.

Segundo informa√ß√Ķes de O Globo, o neg√≥cio ser√° adquirido pelo aplicativo Skeelo, onde est√£o hospedados livros digitais e audiolivros. O valor da transa√ß√£o n√£o foi divulgado pelas empresas envolvidas.

A plataforma foi adquirida pela varejista em 2021, quando estava enchendo o carrinho com M&A em vários segmentos. Os planos com a Skoob era fazer frente à Amazon, que, além de fabricar o leitor Kindle, se destaca como uma das maiores lojas de livros físicos no país.

ūüďú Leia tamb√©m: Suzano (SUZB3) opera em forte queda com oferta de empresa dos EUA

Fundada em 2019, o Skeelo se define como o maior aplicativo de livros digitais do pa√≠s, tendo uma carteira de 8 milh√Ķes de usu√°rios ativos. Um dos √ļltimos movimentos da marca foi passar a atuar como marketplace de libraria, em 2023.

A empresa tem em sua m√£o um cat√°logo de 220 mil t√≠tulos e milh√Ķes de potenciais clientes, em raz√£o de parceria com as operadoras de telefonia no pa√≠s. Em 2020, a plataforma levantou R$ 20 milh√Ķes com diversos investidores, inclusive a apresentadora Ana Maria Braga.

Esse é mais um esforço da Americanas para colocar as contas em dias depois que foi revelada uma fraude contábil bilionária. No ano passado, a companhia demitiu cerca de 10 mil funcionários e fechou 132 lojas na tentativa de enxugar a operação.

Em seu √ļltimo balan√ßo financeiro divulgado, a empresa -que segue em recupera√ß√£o judicial- reportou um preju√≠zo de R$ 4,6 bilh√Ķes nos nove primeiros meses de 2023. O relat√≥rio referente ao acumulado de todo o ano passado deve ser publicado no pr√≥ximo dia 28 de maio, depois de ser adiado por diversas vezes.