ROE – Conhecendo esse indicador fundamentalista

Você já ouviu falar sobre o indicador fundamentalista Return on Equity? Não?! Pois bem, hoje você vai aprender o que é esse indicador, também conhecido como ROE, porque, como e quando usá-lo.

ROE
O indicador ROE – Foto: Freepik

Existem vários conceitos e indicadores que um investidor iniciante precisa aprender antes de começar a investir na bolsa, um deles é o ROE. Em um primeiro momento a quantidade de siglas podem assustar, mas com estudo e empenho rapidamente é possível dominar tais fundamentos e fazer analises assertivas.

Como dito antes, ROE significa Return on Equity, ou Retorno sobre o Patrimônio Líquido. Ele vai medir a capacidade de uma empresa de agregar valor através de seus próprios recursos. Para verificar outros fundamentos basta navegar pelos nossos conteúdos e você terá acesso a uma série de informações valiosas.

O significado de ROE

O valor próprio de capital de uma empresa é chamado de Patrimônio Líquido, como já vimos em outros posts. Nesse sentido o ROE mede a eficiência na geração de lucros, ou rentabilidade de uma empresa em relação e através desse patrimônio, ou seja, de seus recursos próprios

De uma forma mais clara, guardado as devidas proporções, estamos falando de como a empresa consegue gerar mais valor usando seus recursos próprios e de seus acionistas.

É um importante indicador quando se trata de traçar comparativos entre empresas no intuito de verificar qual delas gera mais retorno em relação ao seu patrimônio atual.

Calculando o indicador ROE

Na hora de calcular o ROE o primeiro passo é saber qual o Lucro Líquido de uma empresa. Além disso o ROE se apresenta como porcentagem.

Depois é preciso encontrar o valor do Patrimônio Líquido, referente a diferença entre os ativos e passivos da empresa.

Assim, como exemplo, temos:

Lucro Líquido da CSAN3 retirados do Balanço Patrimonial = R$ 2.42 bi

Patrimônio Líquido CSAN3 dos últimos 12 meses = R$ 10.55 bi

A segunda etapa é dividir o valor do Lucro Líquido pelo Patrimônio Líquido como na fórmula:

ROE = (Lucro Líquido ÷ Patrimônio Líquido) x 100

Temos: R$ 2.42 bi dividido por R$ 10.55 bi = 0,23 x 100 = 23%

O Retorno Sobre o Patrimônio Líquido da CSAN3 é de 23% positivo.

Porque e como usar o Return on Equity (ROE)

Esse indicador fundamentalista é essencial na hora de comparar empresas do mesmo setor e escolher a melhor opção de investimento.

Com o ROE é possível entender qual das empresas possuem capacidade de apresentar melhores resultados valorizando seu investimentos.

A ideia é que, quanto menor for a proporção de capital investido gerando maior retorno, melhor o ROE daquela empresa e assim melhor tem sido suas aplicações.

Uma outra maneira de entender o indicador é que ele mostra o quanto a empresa gerou de rendimentos por cada real investido. Demostrando a capacidade de gestão e de valorização da mesma.

Cuidados na hora da análise

Nós podemos destacar a importância do ROE como um indicador que certifica a capacidade de gestão e alavancagem de capital. Nesse sentido o indicador é extremamente relevante.

Agora, o que precisa ficar claro é que, como em outros indicadores, ele não pode ser usado isoladamente pois isso produz informações incompletas. A análise deve considerar outros fatores de igual relevância.

Outra questão é que o ROE é interessante quando usado como comparativo de empresas que atuem no mesmo setor. Em cada setor existe um nível de investimento em relação ao seu capital próprio que difere de outros.

Você não apenas ouviu falar mas agora aprendeu como funciona o indicador. Se quiser conhecer mais sobre indicadores fundamentalistas, ou como iniciar na bolsa, basta ler nossos conteúdos. Fique à vontade para comentar e tirar suas dúvidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui