Primo Pobre: Conheça a trajetória do bem-humorado youtuber e educador financeiro

O Primo Pobre vem fazendo muito sucesso com conteúdos de educação financeira descomplicados, e que possuem o objetivo de ajudar pessoas com menor poder aquisitivo a organizar suas finanças e realizar os seus sonhos.

Author
Publicado em 03/05/2024 às 16:27h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 03/05/2024 às 16:27h Atualizado 1 mês atrás por Carlos Filadelpho
Primo Pobre - Foto: Reprodução
Primo Pobre - Foto: Reprodução

Com mais de 2,39 milhões de inscritos no seu canal no YouTube (até a data de publicação deste conteúdo), o Primo Pobre vem fazendo muito sucesso com conteúdos de educação financeira descomplicados, e que possuem o objetivo de ajudar pessoas com menor poder aquisitivo a organizar suas finanças e realizar seus sonhos.

Se você chegou até aqui, é muito provável que tenha assistido a algum conteúdo do Primo Pobre e deseje saber mais sobre ele. Sendo assim, decidimos preparar um conteúdo completo para contar a trajetória deste grande e carismático educador financeiro.

Continue conosco até o final do artigo para saber quem é o Primo Pobre e o que ele costuma ensinar aos seus seguidores. Vale a pena conferir!

Quem é o Primo Pobre?

O Primo Pobre (Eduardo Feldberg) nasceu em 1 de junho de 1985, é casado e possui formação em Música pelo Conservatório Souza Lima e Teologia pelo Seminário Teológico da Primeira Igreja Batista da Lapa. Chegou a cursar um ano de Publicidade e Propaganda no Mackenzie, mas acabou abandonando o curso.

Alguns anos depois, ele se formou em Produção Audiovisual pelas Faculdades Integradas Rio Branco, e fez cursos nas áreas de contabilidade, rotina escolar, secretariado e administração (atividade com a qual trabalhou a maior parte de sua vida).

Por sua vez, o sucesso como Primo Pobre começou em novembro de 2020, quando ele decidiu postar despretensiosamente um vídeo no seu canal do YouTube, ensinando às pessoas a desistir de um financiamento mais rápido através da estratégia de amortização. O vídeo viralizou e em 30 dias, o canal que tinha apenas 30 inscritos passou para mais de 230 mil seguidores, o que o incentivou a postar outros conteúdos.

No seu canal no YouTube, Eduardo publica dicas de educação financeira, economia e investimentos, sempre com um pouco de humor e uma linguagem descomplicada, voltada para ajudar pessoas mais pobres.

Em pouco tempo, o canal seu canal no YouTube ultrapassou a marca de 1 milhão de inscritos e segundo o próprio Primo Pobre, se consolidou como o maior canal de educação financeira para os pobres do mundo, o que lhe permitiu abandonar outras atividades e passar a trabalhar integralmente com o youtuber a partir de janeiro de 2022.

No mesmo ano, Eduardo Feldberg lançou o livro de educação financeira "Deixe de Ser Pobre" , que ficou por vários dias na lista dos mais vendidos do Brasil no site da Amazon.

Como o Primo Pobre chegou ao sucesso?

Segundo o próprio Primo Pobre , ele chegou ao sucesso com seus vídeos de educação financeira de uma forma totalmente inesperada. Em entrevista recente que concedeu, ele comentou sobre sua ascensão:

"Meu canal foi totalmente aleatório. Nunca fui desse mundo de finanças, sou músico. Em 2020, postei um vídeo no meu canal, que tinha 30 inscritos, sobre amortização de financiamento imobiliário. Nem imaginava que iria ir. Em um mês, cheguei a 230 mil inscritos e a galera começaram a pedir outros conteúdos Não era esse meio, mas caiu no meu colo um canal que não para de crescer, então falei: 'Vou ensinar sobre o que eu aprendi com a vida. para não fazer asneiras com o teu dinheiro. A galera curtiu e me vi propôs a estudar sobre o que eu não sabia, que é investimento"

O que o Primo Pobre ensina aos seus seguidores?

Eduardo Feldberg (Primo Pobre) e o livro "Deixe de ser Pobre". - Foto: Reprodução

Confira neste tópico um pouco do que o Primo Pobre ensina aos seus seguidores e faça suas reflexões em busca de aprendizado e mudança de mentalidade para uma vida mais próspera.

Estudo sobre educação financeira: "Seja pobre ou rico, você vai ter que lidar com dinheiro até o fim da vida e temos que estudar sobre isso."

Não gaste tudo o que ganha: "Tem uma dica que eu dou no meu canal que é o seguinte: Quando é a hora de subir de nível? Qual o erro do brasileiro?

O cara ganha R$ 3 mil e gasta R$ 3 mil. Se ele for promovido e passar a ganhar R$ 4 mil, ele sobe o nível. Está sempre sem limite e isso é um grande erro. Você tem que sempre viver um nível abaixo e gastar um pouco menos.

Falo com letras secretas: Se você não investir uma parte do que ganha, nunca vai sair da pobreza. O rico não é o cara que tem um relógio da Apple, um Nike Air Jordan, mas o cara que tem dinheiro no banco. Você não vê uma lista dos caras mais ricos do mundo pela roupa que ele tem, mas pelo dinheiro.

Enquanto fica torrando e gastando tudo com prazeres e curtição, você nunca sairá da pobreza.”

Não seja um pagador de boletos: "O que é ser rico? Deixar de ser um endividado lascado, começar a ter dinheiro no banco e parar de trabalhar que nem uma mula o mês inteiro só para pagar boleto. Essa é a vida mais miserável. Se você sair disso, já vou estar feliz."

Diferença entre o pobre burro e o pobre inteligente: "Qual a diferença entre o pobre burro e o pobre inteligente? Sabemos que há pessoas que estão na pobreza por uma situação complicada. Está desempregado ou perdeu tudo na pandemia.

Agora, no meu canal, percebo que muitos são problemas de mentalidade. O que o pobre inteligente faz? Uma parte do que ele ganha é para curtir, outra para investir e uma outra para montar patrimônio.

O pobre burro usa todo o salário para curtir e aí não sai da pobreza nunca. Você pode curtir e deve, afinal ganhar muito, mas temos que pegar leve."

Evite a ostentação: "A ostentação é a forma mais imbecil de você usar o seu dinheiro. Ela ajuda a diminuir o seu saldo bancário, personalidade e capacidade intelectual.

Você pode ter o sonho que quiser, mas se está comprando para impressionar os outros, se exibir, para causar inveja ou ser aceito, você é muito tonto. Nossa cultura, influencia essa cultura, mas a ostentação é uma das coisas que mais vai retardar o seu enriquecimento."

Para aprender mais com o youtuber e educador financeiro, você pode acompanhar o seu canal no YouTube ou adquirir o livro "Deixe de ser Pobre."

Qual o trabalho do Primo Pobre?

O Primo Pobre é músico e escritor, mas atualmente dedica a maior parte do seu tempo para produzir conteúdos sobre educação financeira para suas redes sociais e para o canal Primo Pobre no YouTube.

Quantos anos tem o Primo Pobre?

Nascido em 1 de junho de 1985, até a data de publicação deste conteúdo, o Primo Pobre tinha 38 anos de idade.

Qual o valor da fortuna do Primo Pobre?

Não existem informações oficiais de acesso público que afirmem o tamanho da fortuna ou patrimônio de Eduardo Feldberg (Primo Pobre).

O Primo Pobre ficou rico?

Segundo o Youtuber, ele já se considera independente financeiramente, pois tem um valor que nunca imaginaria ter. A sua vida mudou drasticamente, mas ele continua morando no seu apartamento em Osasco.