Vale (VALE): Conselho rebate críticas sobre escolha de CEO, veja

O board disse que age de acordo com as regras de governança da companhia

Author
Publicado em 12/03/2024 às 19:36h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 12/03/2024 às 19:36h Atualizado 3 meses atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)
(Shutterstock)

O Conselho de Administração da Vale (VALE3) manifestou-se nesta terça-feira (12) sobre a renúncia do conselheiro independente José Luciano Duarte Penido. Ele deixou o cargo na segunda-feira (11), criticando o processo de sucessão presidencial da mineradora.

📃 Em nota, o presidente do Conselho de Administração da companhia, Daniel André Stieler, disse que o board "seguirá desempenhando as ações previstas nos processos de governança da Vale e executando sua missão de forma diligente".

"O Conselho de Administração da Vale esclarece, no que tange ao processo de definição do Presidente da Companhia, que sua atuação está rigorosamente em conformidade com o Estatuto Social da Vale, o Regimento Interno do órgão e políticas corporativas", acrescentou.

"Processo manipulado"

🗣️ Na Vale desde 2019, o conselheiro independente José Luciano Duarte Penido renunciou ao cargo na segunda-feira (11). Em carta enviada ao Conselho de Administração da companhia, ele disse que "o atual processo sucessório do CEO da Vale vem sendo conduzido de forma manipulada, não atende ao melhor interesse da empresa e sofre evidente e nefasta influência política".

Penido afirmou ainda que "uma maioria cimentada por interesses específicos de alguns acionistas apresentados" formou-se no board. Por isso, disse não acreditar mais na "honestidade de propósitos de acionistas relevantes da empresa no objetivo de elevar a governança corporativa da Vale a padrão internacional de uma corporation".

Leia também: Conselheiro da Vale (VALE3) acusa manipulação no processo de sucessão de CEO

Comando da Vale

Depois de semanas de negociações, o Conselho de Administração da Vale decidiu na sexta-feira (8) estender o mandato do atual presidente da companhia, Eduardo Bartolomeo, até o fim do ano.

O mandato de Bartolomeo, que comanda a Vale desde 2019, terminaria em 26 de maio. O Conselho de Administração da companhia decidiu, no entanto, não renovar o mandato por mais quatro anos.

A ideia é abrir um processo seletivo para definir o próximo presidente da Vale, com a ajuda de uma consultoria. Eduardo Bartolomeo deve apoiar a transição para o novo presidente no início de 2025 e continuar como consultor da mineradora até dezembro de 2025.

As discussões sobre o comando da Vale se intensificaram depois que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tentou indicar o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega para o posto. A ideia foi descartada, diante da reação negativa do mercado. Contudo, o Conselho da Vale passou semanas dividido entre a reeleição de Bartolomeo e a escolha de um novo CEO.

VALE3

Vale
Cotação

R$ 60,85

Variação (12M)

-6,39 % Logo Vale

Margem Líquida

18,78 %

DY

11.62%

P/L

7,14

P/VP

1,48