Token do Santos paga R$ 6 milhões em dividendos por transferência do Neymar

Pagamento é relativo aos direitos do clube sobre jogadores que formou

Author
Publicado em 26/04/2024 às 20:47h - Atualizado 2 meses atrás Publicado em 26/04/2024 às 20:47h Atualizado 2 meses atrás por Wesley Santana

Os investidores que têm o Token da Vila (MBSANTOS01) na carteira vão receber R$ 10,28 em dividendos, informou o Mercado Bitcoin nesta sexta-feira (26)

O valor se refere a uma espécie de dividendos relacionado a contratação de Neymar pelo clube saudita Al-Hilal, no ano passado. O montante total a ser dividido é de quase R$ 6 milhões, conforme disse o MB Tokens, divisão de tokenização da corretora de criptomoedas.

Ao todo, os detentores do token já receberam R$ 10,9 milhões em dividendos em outras seis rodadas anteriores. Este vai ser o primeiro pagamento relacionado a transferência do craque, uma vez que existe a possibilidade que aconteçam novas rodadas de distribuição.

🏍️ Leia também: Investida do Softbank, startup de delivery busca R$ 6,4 bi em IPO

O pagamento faz parte de um contrato que prevê o compartilhamento de até 5% das receitas sobre as transferências com proprietários de fan tokens. Isso se dá por meio da tokenização dos direitos do clube com base no mecanismo de solidariedade da FIFA, que obriga a compensação financeira dos clubes que formaram os atletas.

O Token da Vila é emitido pelo Santos, que tem royalties sobre Neymar e outros 12 jogadores. Atualmente, cada unidade é negociada a R$ 19,40 na plataforma do Mercado Bitcoin, sendo o valor mínimo de investimento de R$ 50.

Bitcoin fecha semana em baixa

O Bitcoin (BTC) fechou a semana em queda de 3,4%, segundo os monitores de investimentos. A principal criptomoeda do mercado começou a semana cotada em R$ 338,2 mil, mas chega a essa sexta-feira (26) em R$ 326,8 mil.

O resultado é oposto do que esperavam alguns analistas, que apostavam em uma trajetória de alta nesta semana, em razão do halving, que aconteceu na sexta passada. No acumulado de sete dias, o desempenho é de uma leve queda de 0,3%.

Alguns investidores estão de olho nas taxas de juros nos Estados Unidos, que devem ser divulgadas na próxima quarta-feira (1º) e podem ser mantidas no patamar atual, entre 5,25% e 5,5% ao ano. Essa manutenção é quase um consenso no mercado financeiro, onde os contratos de juros futuros apontam para isso.

Também está no horizonte os números da inflação, que mostram uma pressão sobre o consumo nos EUA. Nesta sexta, o Índice de Preços de Gastos com Consumo registrou avanço tímido de 0,3%.