Oi (OIBR3) vai propor mais um grupamento de ações

B3 deu um prazo até 30 de abril para que a companhia enquadre suas ações em valor superior a R$ 1.

Author
Publicado em 13/03/2024 às 19:49h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 13/03/2024 às 19:49h Atualizado 3 meses atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)
(Shutterstock)

A Oi (OIBR3) avalia agrupar novamente as suas ações, para que os papeis voltem a ser negociados acima de R$ 1, como determina a B3. A proposta será submetida à avaliação da administração e dos acionistas da empresa nas próximas semanas. 

📞 Em fato relevante publicado nesta quarta-feira (13), a Oi disse que uma proposta de grupamento das ações ordinárias e preferenciais de emissão da companhia será apresentada ao seu Conselho de Administração. Depois disso, será colocada em votação em assembleia de acionistas no dia 29 de abril.

A proporção do grupamento ainda não foi definida, mas o objetivo é fazer com que as ações da companhia saiam do grupo das chamadas penny stocks (ações negociadas por centavos). 

Leia também: Itaú (ITUB4) é a marca mais valiosa do Brasil, diz levantamento

A B3 impõe limites para as penny stocks, por causa da alta volatilidade desses papeis, e deu um prazo para que a Oi enquadre suas ações em um valor superior a R$ 1. O prazo acabaria em 27 de março, mas foi prorrogado até 30 de abril, a pedido da companhia.

Se aprovado, o grupamento será o segundo em pouco mais de um ano. A companhia aprovou um grupamento de ações, na proporção de 10 para 1, em dezembro de 2022, também para escapar do grupo das penny stocks. A operação foi implementada em 9 de janeiro de 2023.

Altas e baixas

📉 A Oi voltou a ser notificada pela B3 por causa do valor das suas ações em outubro de 2023. Isto é, cerca de nove meses depois do grupamento de ações. À época, os papeis já eram negociados abaixo de R$ 1 há três meses e valiam R$ 0,59.

As ações da Oi, contudo, tiveram uma forte valorização e atingiram valores superiores a R$ 1 em fevereiro de 2024, diante da apresentação do novo plano de recuperação judicial da companhia. 

Desde 5 de março, no entanto, as ações voltaram a ser negociadas por menos de R$ 1. Nesta quarta-feira (13), os papeis terminaram o dia cotados a R$ 0,81, com queda de 3,57%.

Recuperação judicial

Ainda nesta quarta-feira (13), a Oi disse que apresentou novas condições de pagamento para alguns de seus credores. A companhia segue negociando os termos do seu plano de reestruturação financeira para "alcançar uma solução satisfatória para todas as partes interessadas".

A assembleia de credores que vai avaliar o plano de recuperação judicial da companhia estava marcada para 5 de março, mas foi suspensa e será retomada no próximo dia 25 de março.

OIBR3

OI
Cotação

R$ 4,39

Variação (12M)

-58,97 % Logo OI

Margem Líquida

-74,09 %

DY

0%

P/L

0.05

P/VP

0.01