Casas Bahia (BHIA3) atrai bancão e dispara na B3

Ações da varejista sobem mais de 10% e figuram entre as maiores altas da B3 nesta quinta-feira (28).

Author
Publicado em 28/03/2024 às 15:32h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 28/03/2024 às 15:32h Atualizado 3 meses atrás por Marina Barbosa
(Shutterstock)
(Shutterstock)

A Casas Bahia (BHIA3) sobe mais de 10% na B3 nesta quinta-feira (28), diante da notícia de que o JP Morgan aumentou a sua participação na empresa.

📈 O banco americano comprou derivativos que representam cerca de 898,9 mil ações da varejista brasileira na última terça-feira (26). Com isso, passou a deter mais de 95 milhões de ações da Casas Bahia, o equivalente a uma participação de 5,86% na empresa.

O movimento ocorreu um dia depois de a Casas Bahia apresentar os resultados do quarto trimestre de 2023. A varejista sofreu um prejuízo líquido de R$ 1 bilhão no período, o sexto trimestre consecutivo de resultados negativos. Com isso, teve um prejuízo de R$ 2,6 bilhões no acumulado de 2023.

Leia também: Oi (OBR3) reduz prejuízo líquido em 97% no 4T23

Por isso, a decisão do JP Morgan de aumentar a exposição à varejista impulsiona as ações da Casas Bahia nesta quinta-feira (28). Por volta das 15h30, o papel subia 11,46%, a R$ 7.

💲 Em carta enviada à varejista, o JP Morgan disse que "o aumento da participação teve motivação exclusiva de investimento e de proteção de riscos financeiros assumidos em operações celebradas com clientes".

O movimento do banco americano "não visa, portanto, alterar a composição do controle ou da estrutura administrativa da Companhia, sem prejuízo do regular exercício de direito de voto pelos referidos investidores".

Apesar do impulso neste último pregão de março, a Casas Bahia ainda acumula uma queda de aproximadamente 22% em março. Em 2024, o papel já caiu cerca de 38%.

BHIA3

CASAS BAHIA
Cotação

R$ 4,80

Variação (12M)

-90,94 % Logo CASAS BAHIA

Margem Líquida

-9,30 %

DY

0%

P/L

0.18

P/VP

0.14