Bolsa de valores (B3): Número de investidores cai pela 1ª vez em sete anos

Número de contas de investidores que possuem ativos na B3 totalizou 5,74 milhões em 2023, queda anual de 1,9%

Author
Publicado em 10/01/2024 às 14:14h - Atualizado 6 meses atrás Publicado em 10/01/2024 às 14:14h Atualizado 6 meses atrás por Juliano Passaro
(Shutterstock)
(Shutterstock)

📉 O número anual de investidores cadastrados na bolsa de valores de São Paulo (B3) caiu pela primeira vez em sete anos. As informações são do jornal "Poder360".

📊 Em 2023, o número anual de contas de investidores na B3 totalizou 5,74 milhões - o que representa uma queda de 1,9% em relação ao ano anterior, quando somou 5,85 milhões de contas.

Veja também: Banco Mundial estima pior PIB dos últimos 30 anos para período de 2020 a 2024

A publicação destaca que a queda foi puxada pela quantidade de homens que deixaram de ter cadastro ativo na bolsa. Em 2022, o total de homens cadastrados no sistema da B3 era de 4,51 milhões. Em 2023, ficou em 4,31 milhões.

A queda no número de homens com cadastro ativo na B3 também é um marco, já que não ocorria desde 2015.

Por outro lado, cresceu em 6,1% o número de mulheres investidoras na B3. Mesmo assim, foi a alta mais fraca desde 2016.

Segundo a publicação, os investidores com idade entre 26 e 35 anos são os que mais possuem contas na bolsa de valores. Ao todo, as pessoas nessa faixa de idade com contas ativas na bolsa somam 1,8 milhão.

Logo depois, aparecem os investidores de 36 a 45 anos, que totalizam 1,7 milhão, e os de 46 a 55 anos (755 mil).

Onde estão a maioria dos investidores da bolsa de valores brasileira?

O Sudeste lidera as regiões com maior número de investidores da bolsa. São 3,3 milhões de contas ativas, o que representa 58% de todo o País.
Entre os estados brasileiros, São Paulo é que possui o maior número de investidores, totalizando 2,07 milhões.
Por outro lado, a região Norte é que possui o menor número de contas ativas na B3, com 216 mil. O estado com menor número de investidores do Brasil é o Amapá, somando 8,6 mil.