Banco do Brasil (BBAS3): Acionistas aprovam desdobramento de ações

Todas as ações do banco serão desdobradas na proporção de 1 para 2, com efeito nos ADRs

Author
Publicado em 02/02/2024 às 19:48h - Atualizado 4 meses atrás Publicado em 02/02/2024 às 19:48h Atualizado 4 meses atrás por Marina Barbosa
Sede do Banco do Brasil, em Brasília (Shutterstock)
Sede do Banco do Brasil, em Brasília (Shutterstock)

O Banco do Brasil (BBAS3) aprovou odesdobramento da totalidade de suas ações, na proporção de 1 para 2. A operação passou por ampla maioria em assembleia de acionistas realizada nesta sexta-feira (2).

📈De acordo com o Banco do Brasil, o desdobramento prevê a emissão de uma nova ação para cada ação já emitida pelo banco, com replicação nos ADRs (Recibos Depositários Americanos) negociados nos Estados Unidos.

Leia também: Estrangeiros tiram quase R$ 8 bilhões da B3 em janeiro, entenda

A operação foi proposta pela instituição em dezembro de 2023, com o objetivo de dar mais liquidez às ações e atrair mais mais investidores pessoa física para o banco. A medida foi aprovada por cerca de 99% dos votos computados na assembleia desta sexta-feira (2).

Conforme informado anteriormente, o desdobramento de ações não vai alterar o capital social do Banco do Brasil, que é de R$ 120 bilhões. Apenas eleva de 2,865 bilhões para 5,730 bilhões o número de ações ordinárias da companhia.

Ações em alta 

💲 As ações do Banco do Brasil bateram recorde em 2023. O papel disparou 76% no ano, subindo de R$ 34,22 para R$ 55,39. E continuam em alta em 2024, com uma valorização acumulada de 4,21% até esta sexta-feira (2).

Os papeis fecharam o dia negociados a R$ 57,72. Com o desdobramento, contudo, esse preço deve cair, pois cada ação já existente será desdobrada em duas ações. 

BBAS3

Banco do Brasil
Cotação

R$ 26,61

Variação (12M)

10,63 % Logo Banco do Brasil

Margem Líquida

12,30 %

DY

9.08%

P/L

4,66

P/VP

0.87