Quais são os maiores investidores do Brasil? Você conhece a história e a trajetória de cada um deles? Quando o assunto é o mercado de investimentos, conhecer a história, as estratégias e a trajetória de algumas referências pode não somente servir de inspiração como também servir de aprendizado e auxílio para muitos investidores.

Qual o caminho tomado pelos 6 maiores investidores do Brasil? Como foram as suas trajetórias até que chegassem a posição que ocupam hoje? Existe algum segredo para o sucesso de cada um deles no mercado de investimentos? Isso é o que vamos descobrir agora! Portanto, não deixe de conferir esse conteúdo especial que o Investidor 10 preparou para você.

1.Luiz Barsi Filho

Luiz Barsi Filho
Luiz Barsi Filho – Foto: Divulgação

Nascido em 1939, Luiz Barsi é o maior investidor brasileiro da atualidade, com um montante total em ativos investidos de aproximadamente R$ 2 bilhões de dólares. Mas, nem sempre foi assim, afinal Barsi possui origem em família humildade.

Filho de imigrantes espanhóis, Barsi morou durante muito tempo em um cortiço no bairro do Brás, em São Paulo, na sua infância chegou a trabalhar alguns anos como engraxate, mas viu a sua vida começar a mudar quando ainda com apenas 14 anos começou a trabalhar em uma corretora de valores, onde teve os seus primeiros contatos com o universo dos investimentos.

Alguns anos após ingressar no mercado de trabalho na área de finanças e investimentos Barsi, decidiu se especializar formando-se em Estrutura e Análise de Balanços e Economia pela Faculdade de Economia, Finanças e Administração de São Paulo. Além da formação na área financeira, Barsi se tornou ainda advogado, após concluir com êxito o curso de Direito na Faculdade de Direito de Varginha.

Talvez, o início precoce no mundo dos investimentos foi um dos grandes segredos para o sucesso de Barsi, afinal com apenas 14 anos ele já atuava em uma corretora de valores, aprendia, traçava seus planos e objetivos e investia.

Para o homem que lidera a lista dos maiores investidores do Brasil, não existem grandes segredos e nem mesmo atalhos que levaram o investidor ao sucesso de forma repentina. Para ele, investir requer paciência, visto que a construção de um patrimônio é um processo lento e gradual.

“Construir um patrimônio é um processo lento e gradual. Não existem atalhos.”

Para o investidor, não faz sentido especular no mercado e nem mesmo investir em ações observando os seus movimentos de valorização e desvalorização. Para Barsi, é muito mais significativo e importante avaliar a empresa que está por trás de uma ação. Sendo assim, ao longo dos anos ele manteve a sua estratégia de investimentos, focada na aquisição de ações e participações em grandes empresas visando o recebimento periódico de bons dividendos.

Para Barsi, o Value Investing é um dos parâmetros mais importantes a se observar:

“Examine bem os fundamentos da empresa e conheça-a bem. Veja o histórico de dividendos, sua saúde financeira, a perspectiva daquele setor, o comprometimento do gestor. Seja chato.”

Dentre os fatos mais curiosos a respeito da estratégia de investimentos de Luiz Barsi estão no fato dele não comprar ações para revenda, nem mesmo com bons lucros, uma vez que o seu foco está totalmente voltado ao recebimento de dividendos e também na composição da sua carteira de investimentos formada apenas por ações e sem qualquer opção na renda fixa, que por sinal, para Barsi nada mais são do que uma garantida “perda fixa.”

Hoje com 81 anos, Barsi continuava ativo no mercado de investimentos. Suas primeiras ações foram da Companhia Energética de São Paulo, a CESP, que por sinal fazem parte da sua carteira até os dias atuais. Quando comprou suas primeiras 100 mil ações da companhia elas eram cotadas a apenas R$ 0,50 o que demonstra o poder das estratégias de investimentos focadas no longo prazo.

2.Victor Adler

Formado em Direito pela Universidade Federal Fluminense e dono de um patrimônio bilionário, Victor Adler nasceu em 1946 na cidade do Rio de Janeiro e atualmente figura na lista dos maiores investidores do Brasil.

Atualmente, ele é um dos maiores acionistas da Eternit, empresa que tem um excelente histórico relacionado ao pagamento de dividendos, e que também possui como acionistas outros investidores de destaque como Luiz Barsi Filho e Lírio Parisotto.

Semelhantemente a Luiz Barsi, Victor Adler também aposta na compra de ações que estejam em baixa, no longo prazo e na estratégia focada no recebimento de dividendos. Assim, como Barsi, ele também possui desapreço com a renda fixa e concentra os seus investimentos na renda variável. Curiosamente, compõe a sua carteira as ações da Oi que passa por dificuldades econômicas e uma super desvalorização dos seus papéis.

Além de não investir na renda fixa, Victor Adler também não investe em imóveis. Para ele, o investimento em imóveis é complexo e a sua baixa liquidez preocupante.

“Aplicar em imóveis é terrível. Você precisa pagar advogado, corretor, o preço depende de uma negociação particular e, ainda por cima, é obrigado a comprar ou vender tudo de uma vez. Não pode vender o banheiro e manter a cozinha, por exemplo.”

3.Lírio Parisotto

Lírio Parisotto
Lírio Parisotto – Foto: Divulgação

Com uma fortuna estimada pela Forbes em 1,6 bilhão de dólares, Lírio Parisotto não ocupa apenas o posto de um dos maiores investidores do Brasil, como também é um dos homens mais ricos da nação.

Nascido em 1953, na cidade de Nova Bassano, no Rio Grande do Sul, Lírio Parisotto é filho de agricultores e teve origem humilde, assim como Barsi Filho.

Formado em Medicina, Parisotto não atuou na área por muito tempo. Resolveu empreender e fundou a VideoLar, focada na fabricação de fitas video cassetes sob medida. Por sinal, a VideoLar foi a primeira empresa a apostar nas fitas sob medida, até então elas eram encontradas no mercado apenas no padrão de 120 minutos de duração.

Sem qualquer formação ligada a área de economia, Lírio Parisotto decidiu se aventurar no mercado de ações em 1971, quando acreditando no ganho de dinheiro fácil, investiu todas as suas economias, sem sucesso, ficando no absoluto prejuízo. Tempos depois, decidiu investir R$ 500 mil oriundos do capital de Giro da VideoLar no mercado de ações, perdendo 40% do seu capital.

Com os tropeços pelo que tudo indica Lírio Parisotto obteve alguns aprendizados importantes e seguindo as técnicas de Warren Buffett e a estratégia Buy and Hold, investiu U$$ 2 milhões, recuperou o seu prejuízo e ainda quadruplicou o seu patrimônio.

Para o investidor, o grande segredo do mercado de ações está em investir em empresas que dão lucro e não muito em se preocupar com a variação das cotações de suas ações:

“Queda de preço não me preocupa. O que me deixaria apavorado é queda no lucro. Empresa que dá lucro não quebra.”

4. Antônio José Carneiro

Antônio José Carneiro
Antônio José Carneiro – Foto: Divulgação

Nascido em 1942, pouco de sabe sobre a história de Antônio José Carneiro, outro que está entre os maiores investidores do Brasil, um investidor e bilionário discreto, também de origem humilde e hoje detentor de uma fortuna avaliada em mais de U$$ 1 bilhão de dólares.

Sua trajetória profissional e no mercado financeiro iniciou-se na década de 60, quando ingressou no Banco Mercantil, trabalhando como Caixa, posteriormente, já na década de 70, ele passou a atuar como operador e também investidor na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro.

Alguns anos depois, deixou o emprego como operador da Bolsa de Valores e em sociedade com o ex-deputado  Ronaldo Cesar Coelho, adquiriram ações e se tornaram donos da corretora de valores Multiplic, que pouco tempo depois transformou-se em banco.

Bode, como também é conhecido, adquiriu em 1993 também em sociedade com Ronaldo Cezar Coelho a financeira Losango, especializada em crédito pessoal e que certamente foi um dos seus negócios mais lucrativos. Com uma ascensão meteórica a empresa alcançou em pouco tempo um valor de mercado superior U$$ 1 bilhão.

Com o excelente valor de mercado, José Carneiro decidiu vender a sua participação na empresa, embolsando mais de U$$ 300 milhões de dólares. Com muito dinheiro em seu poder, José Carneiro investiu pesado em ações e chegou a ser dono de 35% da petrolífera Ipiranga.

Além da petrolífera, ele também investiu parte do seu patrimônio na Energisa, da qual faz parte do conselho de administração e também na construtora João Fortes, onde por sinal, preside o conselho de administração.

Seu perfil agressivo, fez de carneiro um investidor conhecido por ignorar os limites do risco ao investir.

5.Guilherme Affonso Ferreira

Guilherme Affonso Ferreira
Guilherme Affonso Ferreira – Foto: Divulgação

Nascido em 1951, Guilherme Affonso Ferreira é filho de um revendedor da fabricante de máquinas pesadas Caterpillar e formado em engenharia de produção na Escola Politécnica da USP.

O pai de Guilherme sempre deixou claro para o filho que para a consolidação dos negócios era muito importante adquirir concorrentes. No entanto, com o passar dos anos, Guilherme percebeu que sempre que uma concorrentes estava mal financeiramente ao ponto de serem vendidas, os negócios da sua família também não andavam bem. 

Com a sua percepção, Guilherme decidiu que passaria a investir em outros setores da economia, assim, quando as concorrentes não estivessem em boas condições, a sua família teria condições financeiras de aproveitar as oportunidades.

Em um dos seus maiores acertos como investidor, Guilherme Affonso Ferreira, comprou ações do Unibanco, que na época era um banco médio, e as viu subirem rapidamente cerca de 70% ao ano, multiplicando o seu patrimônio.

Curiosamente ou não, o estilo de Guilherme Affonso Ferreira é muito semelhante ao de Barsi e demais investidores listados até aqui, ele acredita que para se investir bem é preciso realizar boas análises da empresa onde se pretende investir.

“Analise a fundo a empresa em que vai investir. É preciso entender seus pontos fortes e fracos e sua estratégia de crescimento.”

Além disso, Guilherme Affonso Ferreira não aposta em ativos da renda fixa, acreditando que ao investir em empresas por meio do mercado de ações, pode ganhar muito mais do que ao emprestar dinheiro ao governo ou a bancos no mercado da renda fixa.

Atualmente, Guilherme Affonso também é visto como um dos maiores investidores do Brasil.

6.Luiz Alves Paes de Barros

Luiz Alves Paes de Barros
Luiz Alves Paes de Barros – Foto: Divulgação

Chegando ao fim da nossa lista dos maiores investidores do Brasil, temos Luiz Alves Paes de Barros que nasceu em 1948 e tem origem em uma família do setor açucareiro brasileiro, que por sinal, já foi um dos mais rentáveis do país. No entanto, segundo o mesmo, sua família perdeu quase tudo por não saber como usar o dinheiro.

Formado em Economia pela Universidade de São Paulo – USP, Luiz Alves aos 16 anos já investia. Sua primeira aplicação foi na compra de ações do Banco Comind.

Nos anos 80, juntamente com Luis Stuhlberger, Luiz Alves Paes de Barros fundou o hoje renomado Credit Suisse Hedging-Griffo. Já em 2003 ele criou o fundo de investimentos Alaska Poland, que rendeu cerca de R$ 780 milhões de reais ao seu patrimônio e em 2015 o Alaska Black em parceria com Henrique Bredda e Ney Miyamoto. 

Chamou a atenção do mercado o crescimento rápido do fundo que somente em 2017, cresceu cerca de 500% puxado por ações da Magazine Luiza, sem dúvidas uma das melhores apostas da carteira do fundo.

Quanto a sua estratégia como investidor, podemos concluir que Luiz Alves Paes de Barros gosta de obter retorno com altos lucros na compra e venda de ações.

“Se cair eu compro, se subir, eu vendo. Mercado tem todo dia”

“Quanto mais cair enquanto eu compro, melhor. Gosto de pagar e acumular pagando pouco, e não pagando muito”.

É claro, que valorização e desvalorização não é o único critério adotado pelo investidor, que como bom economista também avalia os resultados mais recentes, os aspectos externos de mercado e o potencial das empresas antes de investir.

Vale destacar, que Paes de Barros, mantém poucas ações na sua carteira, objetivando um melhor acompanhamento e como consequência melhor análise sobre cada uma de suas ações.

Sendo assim, estamos chegando ao final da nossa lista com os maiores investidores do Brasil!

Deseja conhecer outras histórias como essas? Quem sabe ao seguir as estratégias desses grandes nomes, você também não se torne no futuro um dos maiores investidores do Brasil?  Então, clique aqui e visite agora mesmo a nossa sessão de personalidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui