Primeiro-ministro do Reino Unido dissolve Parlamento e convoca novas eleições

Eleitores devem ir às urnas ainda neste semestre, segundo ordem do Rei Charles 3º

Author
Publicado em 22/05/2024 às 17:45h - Atualizado 30 dias atrás Publicado em 22/05/2024 às 17:45h Atualizado 30 dias atrás por Wesley Santana
Rishi Sunak assumiu o mandato aos 42 anos. Foto: Shutterstock
Rishi Sunak assumiu o mandato aos 42 anos. Foto: Shutterstock

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, dissolveu o Parlamento e convocou eleições gerais para o próximo dia 4 de julho.

🗳️ O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (22), depois de pedido enviado ao Rei Charles 3º. A majestade aceitou o pedido e o Parlamento será dissolvido em uma semana, no dia 30 de maio.

Sunak foi escolhido para o cargo em outubro de 2022, tendo a expectativa de liderar o governo pelo menos por dois anos. Neste sentido, a previsão era de que as novas eleições aconteceriam no fim de 2024 ou início de 2025, o que não se confirmou.

Em pronunciamento feito em Londres, o agora ex-primeiro-ministro afirmou que sai orgulhoso de seu governo e que lutou por cada voto que recebeu dos britânicos. O partido conservador, do qual ele faz parte, achou que essa era a melhor hora para que as chances de um resultado negativo nas urnas fossem maiores.

🌍 Leia mais: Europa tem novo banco mais valioso; veja quem desbancou BNP Paribas

Pesquisas de intenção de voto indicaram que Keir Starmer, líder do Partido Trabalhista, é o principal favorito para vencer as próximas eleições. Essa é a principal corrente adversária de Rishi.

Para tentar frear o avanço dos rivais, Sunak já se antecipou e disse que Starmer não tem nenhum plano de governo, conforme destacou a BBC News. "Não sei o que eles oferecem — e na verdade, acho que você [eleitor] também não sabe", afirmou.

Rishi Sunak foi eleito primeiro-ministro do país europeu depois que Lizz Truss renunciou ao cargo 45 dias depois de assumir. Ela ocupou a cadeira que era de Boris Johnson, que também renunciou quando descoberta uma série de escândalos.

Aos 44 anos, Sunak é filho de imigrantes indianos, casado com a bilionária Akshata Murty e tem dois filhos. Ele tem uma longa trajetória no mercado financeiro, mas entrou para a política em 2015, quando foi eleito deputado. Já em 2020, foi nomeado ministro das Finanças.