Cemig (CMIG4) nega renúncia de presidente

Ações da elétrica recuaram 2,47% na terça-feira (16) diante de rumores sobre a saída de Reynaldo Passanezi Filho

Author
Publicado em 17/01/2024 às 17:37h - Atualizado 3 meses atrás Publicado em 17/01/2024 às 17:37h Atualizado 3 meses atrás por Marina Barbosa
Cemig é a Companhia Energética de Minas Gerais (Shutterstock)

A Cemig (CMIG4), Companhia Energética de Minas Gerais, negou a saída do seu presidente, Reynaldo Passanezi Filho. As ações da elétrica caíram 2,47% na terça-feira (16) por causa de rumores sobre uma troca de comando.

💡 Em comunicado ao mercado, a Cemig disse nesta quarta-feira (17) que "não há expectativa ou interesse do presidente em relação a sua renúncia ao cargo ou qualquer manifestação do Conselho de Administração neste sentido".

Leia também: IPO: Empresa ligada ao setor de óleo e gás pretende abrir capital; confira

A companhia disse ainda que Reynaldo Passanezi Filho "continua conduzindo o processo de transformação da Cemig através de uma gestão sustentável, que tem como foco a melhoria da qualidade dos serviços prestados e satisfação dos seus clientes, com geração de valor e atendimento aos interesses de seus stakeholders".

Reeleição

Reynaldo Passanezi Filho está à frente da Cemig desde janeiro de 2020. Ele foi reeleito para o cargo em maio de 2022 para um mandato de dois anos. O mandato atual deve acabar, portanto, após a Assembleia Geral Ordinária de 2024, prevista para ser realizada no dia 30 de abril.

📈 Diante do comunicado da Cemig, as ações da companhia viraram e operam em alta nesta quarta-feira (17). Os papeis ordinários subiam cerca de 0,07% e os preferenciais tinham alta de 0,25% por volta das 17h30.

CMIG4

CEMIG
Cotação

R$ 13,11

Variação (12M)

13,79 % Logo CEMIG

Margem Líquida

15,64 %

DY

9.71%

P/L

5,01

P/VP

1,17