Mineração de criptomoedas, o que é e como funciona na prática? É possível ganhar dinheiro minerando criptomoedas?

Existem muitas pessoas que investem na mineração de criptomoedas como uma fonte para geração de renda. Mas, afinal será mesmo possível ganhar dinheiro minerando criptomoedas? 

Descubra tudo sobre a mineração de criptomoedas em mais um artigo que o Investidor 10 preparou para você!

O que significa mineração de criptomoedas?

O que significa mineração de criptomoedas?
O que significa mineração de criptomoedas? – Foto: Freepik

A mineração de criptomoedas é uma das ferramentas encontradas por quem pretende ganhar dinheiro no mercado das criptos.

A mineração foi originalmente idealizada por Satoshi Nakamoto, o criador da criptomoeda mais importante do mundo na atualidade, o Bitcoin.

Quando idealizou a mineração do Bitcoin Satoshi Nakamoto tinha como objetivo tornar a rede Bitcoin sustentável e ao mesmo tempo valorizar a moeda por meio do esforço necessário para obte-lá.

A saber, o Bitcoin e a grande maioria das criptomoedas são independentes,  ou seja, sem um órgão central regulador que controle e registre as operações.

Assim sendo, as criptomoedas dependem do poder computacional dos seus próprios usuários para se manter em funcionamento registrando todas as operações realizadas, sejam elas de compra ou venda.

Mas afinal, como fazer com que as pessoas se interessassem por “emprestar” poder computacional para a mineração de criptomoedas?

Como solução para esse problema Satoshi Nakamoto criou uma estratégia onde os mineradores “pessoas que emprestam poder computacional a rede Bitcoin” recebem uma recompensa paga em Bitcoins pelo trabalho realizado.

Por sua vez, o mesmo acontece com outras criptomoedas que também dependem do poder computacional da sua própria rede de usuários.

Na mineração de criptomoedas os usuários utilizam poder de processamento computacional para decifrar os códigos criptografados das criptomoedas em questão. Em síntese, esse processo, tem como objetivo manter a rede em funcionamento.

Vale destacar, que a mineração é o único meio possível para que novas unidades de diversas criptomoedas sejam criadas.

A ideia da mineração de criptomoedas é a mesma das minas de ouro e outros metais ou pedras preciosas, encontrar novas unidades da criptomoeda minerada.

Por fim, vale destacar, que cada criptomoeda possui um limite de exploração e mineração. No caso do Bitcoin, por exemplo, esse limite foi fixado pelo criador da moeda em 21 milhões de unidades do Bitcoin.

O que significa que um dia a atividade de mineração com Bitcoins irá se esgotar. Atualmente, estima-se que todos os Bitcoins disponíveis sejam minerados até 2140.

Mineração de Criptomoedas – Como minerar?

Como minerar criptomoedas?
Como minerar criptomoedas? – Foto: Freepik

A mineração de criptomoedas é uma atividade que exige grande poder computacional para resolução dos complexos problemas matemáticos.

Assim sendo, para que a atividade se torne viável, o minerador deve estar disposto a investir uma quantia considerável na aquisição e manutenção de equipamentos com grande poder computacional.

No início das atividades de mineração com criptomoedas, os mineradores conseguiam obter resultados por meio do próprio poder de processamento dos computadores domésticos.

No entanto, com o crescimento do mercado de criptomoedas entrada de novos mineradores na rede, minerar se tornou cada vez, mais difícil exigindo equipamentos com poder de processamento superiores ao de computadores domésticos.

Atualmente os mineradores utilizam super computadores e equipamentos próprios para o mineração de criptomoedas.

Esses computadores, são baseados nos chips ASIC que por sua vez, são capazes de oferecer um desempenho até 100 vezes superior a um computador doméstico, realizando um gigantesco número de cálculos por segundo.

É importante destacar, que com tamanha exigência de poder computacional, minerar criptomoedas sozinho é uma tarefa praticamente impossível e até mesmo inviável economicamente.

A partir da exigência cada vez maior de poder computacional para mineração de criptomoedas começaram a surgir os primeiros pools de mineração. 

Os pools de mineração são formados por um grupo de mineradores que juntos conseguem entregar maior poder de processamento e portanto minerar com maior volume e agilidade.

Passo a Passo: Como minerar criptomoedas

Passo a Passo: Como minerar criptomoedas
Passo a Passo: Como minerar criptomoedas – Foto: Freepik

Até aqui falamos bastante sobre a teoria da mineração de criptomoedas e você já sabe o que significa minerar. Sabe também que apesar de não vantajoso é possível investir em hardwares próprios e minerar diretamente da sua casa de forma autônoma ou então por meio de um grupo de mineradores em um pool de mineração.

Agora é hora de conferir um passo a passo com todas as instruções a respeito da mineração de criptomoedas.

1º Passo: Adquira equipamentos específicos para minerar criptomoedas

Como citamos anteriormente, o poder de processamento dos computadores convencionais já não é mais suficiente para minerar criptomoedas, sendo assim, se faz necessário contar com equipamentos específicos e com alto poder de processamento, conhecidos como mineradoras de criptomoedas.

Alguns modelos de mineradoras podem ser ser encontradas em sites como a Amazon e o Mercado Livre.

2º Passo: Instale um programa de mineração

Existem softwares específicos para quem pretende atuar na mineração de criptomoedas, dentre eles o Bitcoin Miner, o CGminer e o BFGminer.

Esses programas são os grandes responsáveis por utilizar o poder de processamento dos computadores para resolver os complexos problemas matemáticos que envolvem a mineração de criptomoedas.

Sempre que abertos esses programas utilizam todo o poder de processamento do computador na mineração de criptomoedas.

3º Passo: Conecte o programa de mineração a sua carteira de criptomoedas

Como já citamos neste conteúdo, você será recompensado em criptomoedas pelo trabalho realizado, logo é preciso indicar onde elas devem ser depositadas. Para isso, conecte o software de mineração a sua carteira de criptomoedas.

Existem diversos tipos de carteira para criptomoedas, como as carteiras em papel, mobile, desktop ou Hardware (Token). Cabe ao minerador pesquisar bastante sobre as características de cada opção e escolher a mais segura para armazenar as criptomoedas geradas.

4º Passo: Deixe o seu computador trabalhando e receba as recompensas

Com tudo configurado e pronto para minerar, deixe o seu computador ligado e minerando 24 horas por dia e 7 dias por semana. Quanto mais tempo minerando, mais você poderá ganhar.

No entanto, fique atento, é preciso ter a certeza de que o valor recebido pela sua atividade de mineração está realmente sendo lucrativo. 

Afinal, sendo cada vez mais difícil minerar criptomoedas e com o investimento em hardware e energia elevados, para muitas pessoas a mineração desse tipo de ativo já deixou de ser uma atividade realmente lucrativa.

Estamos chegando ao final deste conteúdo. No entanto, agora que você já sabe tudo a respeito da mineração de criptomoedas, aproveite a área de criptoativos do Investidor 10 para saber mais e acompanhar os indicadores das principais criptomoedas do mercado.

Aqui no Investidor 10, você também tem acesso a uma série de indicadores dos principais ativos negociados na bolsa de valores, dentre eles, ações, BDRs e fundos imobiliários. Não deixe de conferir!

Antes de sair, conheça também a nossa página no Instagram!

Até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui