Como direcionar melhor os investimentos na crise? Se você também possui esse tipo de dúvida, saiba que você não está sozinho. 

Em momentos de crise, milhares de investidores se perguntam e buscam alternativas para proteção das suas carteiras de investimentos. No entanto, o que nem todos sabem é que é justamente durante as crises que costumam surgir as melhores oportunidades do mercado.

Pensando em como direcionar melhor os seus investimentos na crise? Então, não deixe de acompanhar esse conteúdo até o final e confira as dicas que o Investidor 10 preparou para você!

1.Nade contra a maré

Grandes investidores nadam contra a maré
Grandes investidores nadam contra a maré – Foto: Divulgação

Investidores reconhecidos internacionalmente, como Warren Buffet, consideram que durante as crises econômicas, é o melhor momento para se investir.

Na renda variável, por exemplo, é exatamente durante as crises que temos a oportunidade de encontrar ativos extremamente descontados, ou seja, negociados bem abaixo do seu valor de mercado.

Por isso, enquanto muitos investidores se desesperam e vendem suas posições, outros costumam fazer o inverso, comprando novos ativos e aumentando a sua carteira de investimentos durante as crises.

Para aqueles que literalmente nadam contra a maré, a ideia é aproveitar o momento para investir a baixo custo, visando a valorização dos ativos e a excelente rentabilidade no longo prazo.

Olhando para o passado recente, podemos comprovar que essa é uma tática que se mostra eficaz, afinal muitos dos ativos que se desvalorizaram substancialmente no início da pandemia da COVID-19 já retornaram ao patamar pré-pandemia.

Basicamente, isso significa, que enquanto a maioria perdeu muito dinheiro vendendo as suas posições, outros fizeram o inverso, compraram papéis descontados e hoje acumulam lucros significativos.

Evite o movimento das sardinhas e mantenha o, afinal, não é por que a maioria está vendendo que você também deve vender.

2.Faça uso da análise fundamentalista

Faça uso da análise fundamentalista
Faça uso da análise fundamentalista – Freepik

Para investir na crise com maior segurança, faça uso das ferramentas de análise, dos números e das estatísticas a seu favor.

Aqui no Investidor 10, por exemplo, disponibilizamos uma série de dados históricos e indicadores relacionados às principais ações da Bolsa de Valores.

Com informação de qualidade em mãos, você se sentirá muito mais seguro e confiante na hora de investir, reduzindo as suas chances de erro e riscos de perda mesmo em momentos de crise.

Portanto, se investir na crise é um grande desafio para você, utilize todas as ferramentas de análise disponíveis ao seu favor e minimize os seus riscos.

3.Invista em empresas sólidas

Invista em empresas sólidas
Invista em empresas sólidas – Foto: Freepik

Em momentos de crise, fazer apostas pode ser algo muito arriscado, sendo assim, se você investe na renda variável, prefira ações e ativos de empresas consolidadas e com muitos anos de mercado.

Em geral, as grandes empresas são justamente as que possuem maior resiliência e volume de caixa para enfrentar os momentos de crise. Logo, são também as que costumam sofrer menor impacto durante as turbulências econômicas.

Sendo assim, diversificar e reposicionar a sua carteira entre grandes empresas pode ser uma excelente alternativa. 

Afinal, por mais que essas empresas sofram algum tipo de impacto na crise, elas podem se recuperar de forma substancialmente mais rápida que empresas menores e sem a mesma capacidade de caixa e enfrentamento de crises.

4.Diversifique a sua carteira de investimentos na crise

Diversifique a sua carteira de investimentos
Diversifique a sua carteira de investimentos na crise – Foto: Freepik

A diversificação de investimentos é um dos conhecimentos mais elementares para qualquer investidor.

Quando pensamos em investir e começamos a estudar sobre o assunto, logo percebemos que ao diversificar a nossa carteira conseguimos nos expor menos aos riscos do mercado.

Sem dúvidas, buscar a diversificação da carteira é uma das melhores estratégias de investimento na crise.

Evite concentrar seus recursos em um único ativo ou em uma única classe de investimentos, diversifique a sua carteira e tenha maior segurança durante as crises.

5.Construa uma reserva de emergências

Construa uma reserva de emergências
Construa uma reserva de emergências – Foto: Freepik

Por fim, para manter a tranquilidade durante a crise, é muito importante que parte da sua carteira de investimentos esteja posicionada  em ativos de renda fixa.

Apesar de oferecer menor rentabilidade, as opções da renda fixa, como o Tesouro Direto e o CDB oferecem maior segurança e liquidez para os investidores.

Em momentos de crise, o investidor que mantém parte da sua carteira na renda fixa, pode se sentir mais seguro e sabe que poderá transformar seus investimentos em dinheiro em um curto espaço de tempo caso necessite.

Além disso, os ativos de renda fixa não correm o risco de variar negativamente, como pode ocorrer com investimentos da chamada renda variável, como ações e fundos imobiliários, por exemplo.

Gostou das nossas para manter a sua carteira de investimentos na crise com segurança?

Então, é hora de colocar as dicas em prática e continuar acompanhando o Investidor 10 para ter acesso a outros conteúdos relacionados ao mundo dos investimentos!

Antes de sair, não deixe de conhecer e seguir as nossas páginas no Instagram e no Facebook para receber outros conteúdos interessantes e de grande valor relacionado ao mercado de ações e outros investimentos.

Até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui