Entenda a diferença entre JCP e Dividendos

Author
Publicado em 24/09/2023 às 10:48h - Atualizado 8 meses atrás Publicado em 24/09/2023 às 10:48h Atualizado 8 meses atrás por Redação
Entenda a diferença entre dividendos e JCP
Entenda a diferença entre dividendos e JCP

Entender a diferença entre dividendos e JCP é algo fundamental para o investidor que investe ou pretende investir em ações. Para investidores que possuem como foco, viver de renda, por exemplo, o montante e a periodicidade na distribuição de lucros das empresas chega a ser mais importante que as próprias variações nos preços das ações.

O que são dividendos?

Dividendos

são uma parcela do lucro de uma empresa que é distribuída aos seus acionistas, proporcionalmente ao número de ações que possuem. Eles representam uma forma de os acionistas receberem uma remuneração pelo capital investido na empresa. Confira alguns pontos importantes sobre os dividendos:

  • Origem do pagamento: Os dividendos provêm dos lucros da empresa. Uma vez que a empresa chega ao resultado do lucro líquido do exercício, ela decide sobre a data e o percentual de distribuição aos acionistas como dividendos.
  • Decisão de pagamento: A decisão sobre quanto do lucro será distribuído na forma de dividendos é geralmente tomada pela administração da empresa e aprovada pelos acionistas em Assembleia Geral Ordinária.
  • Periodicidade: A frequência do pagamento de dividendos pode variar de empresa para empresa. Algumas pagam dividendos anualmente, enquanto outras podem fazê-lo semestralmente, trimestralmente ou até mensalmente.
  • Tributação: No Brasil, os dividendos recebidos por pessoas físicas são isentos de Imposto de Renda. Contudo, essa isenção é alvo de discussões e pode ser alterada no futuro.
  • Ações Preferenciais vs. Ordinárias: No Brasil, as empresas podem emitir ações ordinárias (ON) e ações preferenciais (PN). As ações preferenciais possuem prioridade no recebimento de dividendos.

O que são juros sobre o capital próprio (JCP)?

O juros sobre o capital próprio é outro mecanismo que as empresas possuem para distribuir lucros e remunerar os seus acionistas. Confira alguns pontos importantes sobre o JCP:

  • Natureza fiscal e contábil: Os JCP são contabilizados como uma despesa para a empresa, reduzindo, assim, a base de cálculo do IRPJ e da CSLL. Isso pode ser vantajoso para a empresa em termos fiscais.
  • Tributação para o acionista: Enquanto os dividendos são isentos de Imposto de Renda para o acionista pessoa física, os JCP são tributados na fonte.
  • Obrigação de pagamento: Os JCP são opcionais e sua distribuição dependerá da política de remuneração de cada empresa. Se uma empresa optar por distribuir JCP, ela deve fazer isso de acordo com seus estatutos e com o que foi aprovado em assembleia de acionistas.
  • Finalidade: Além das vantagens fiscais para a empresa, os JCP também podem ser uma ferramenta estratégica para as empresas que desejam remunerar melhor os seus acionistas.

Comparativo e diferenças: dividendos e juros sobre o capital próprio

Comparativo e diferenças: dividendos e juros sobre o capital próprio

Comparativo e diferenças: dividendos e juros sobre o capital próprio Confira de forma resumida no comparativo abaixo, as principais diferenças entre dividendos e juros sobre o capital próprio.

Aspecto Dividendos JCP (Juros sobre o Capital Próprio)
Origem Parte do lucro líquido da empresa. Parte do lucro, mas registrado como despesa financeira.
Finalidade Remunerar acionistas com os lucros gerados pela empresa. Remunerar acionistas, mas oferecendo vantagem fiscal à empresa.
Tributação (Empresa) Não gera dedução no lucro tributável da empresa. Reduz o lucro tributável da empresa (é uma despesa).
Tributação (Acionista PF) Isento de Imposto de Renda para o acionista pessoa física no Brasil. Tributado na fonte. O acionista paga Imposto de Renda sobre o valor recebido.
 De forma simplificada:
  • Dividendos são uma parte do lucro de uma empresa que é distribuída aos acionistas, sem imposto para pessoa física no Brasil.
  • JCP é uma forma alternativa de distribuir lucros que, ao ser contabilizado como uma despesa para a empresa, oferece um benefício fiscal a ela. Por outro lado, o acionista pessoa física paga imposto sobre o valor recebido.

Ambos são mecanismos que recompensam o acionista pelo investimento realizado na empresa, mas têm características fiscais e contábeis distintas.

Vale a pena investir com foco em dividendos?

Investir com foco em dividendos é uma estratégia muito popular entre os investidores, especialmente entre aqueles que buscam renda passiva ou uma fonte adicional de rendimento ao longo do tempo. Confira as principais vantagens de investir com foco em dividendos:

  • Renda passiva: Uma das principais vantagens de investir com foco em dividendos é a oportunidade de gerar renda passiva. Se você montar uma carteira de ações que pagam dividendos regularmente, pode contar com essa renda sem ter que vender suas ações.
  • Reinvestimento de dividendos: Muitos investidores optam por reinvestir os dividendos, comprando mais ações da empresa. Isso pode potencializar o crescimento do investimento ao longo do tempo, aproveitando o poder dos juros compostos.
  • Estabilidade: Empresas que pagam dividendos regularmente demonstram que são lucrativas, o que é um sinal positivo para os investidores.

Confira as agendas de dividendos do Investidor10

Se você deseja acompanhar a distribuição de dividendos e JCP pelas empresas e fundos imobiliários, precisa conhecer as agendas de dividendos do Investidor 0. Clique nos links abaixo e confira:

O Investidor10 é um dos maiores portais de investimentos do país. Aqui você encontra uma série de conteúdos relevantes, além de indicadores, carteiras recomendadas, rankings e calculadoras. Além disso, para aqueles que desejam obter os melhores resultados no mercado financeiro, oferecemos o Investidor 10 PRO, uma plataforma onde você tem:

  • Acesso a todos os nossos Cursos
  • Acesso a todas as nossas Ferramentas
  • Acesso a todas as Carteiras Recomendadas
  • Acesso ao Gerenciador de Carteiras/Ativos
  • Acesso a todo o conteúdo do Investidor 10
  • Acesso a todos os Relatórios e Análises
  • Acesso ao Preço Justo das Ações pelo Método de Graham
  • Dentre outros itens e ferramentas importantes.