Redburn eleva preço-alvo da Alphabet (GOGL34)

Segundo o relatório divulgado, o mercado subestima a resiliência a vantagem competitiva da Pesquisa Google

Author
Publicado em 23/02/2024 às 16:19h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 23/02/2024 às 16:19h Atualizado 1 mês atrás por Elanny Vlaxio
(Shutterstock)

A Redburn Atlantic, empresa de análise financeira, elevou o preço-alvo da controladora do Google, a Alphabet (GOGL34), de US$ 165 para US$ 170, e manteve a recomendação de compra. Por volta das 17h, as ações da empresa avançavam 0,34%, cotadas a R$ 59,81.

🔎 De acordo com o relatório divulgado pela Redburn nesta sexta-feira (23), o mercado subestima a resiliência a vantagem competitiva da Pesquisa Google, principal fonte de receita da Alphabet.

Segundo o mercado, o múltiplo de lucro futuro da empresa está alinhada com o índice S&P, indicando um pessimismo sobre o potencial de crescimento da Pesquisa. A Redburn saiu em defesa do Google Search e disse que uma "posição estruturalmente mais forte do que se reconhece".

Leia também: Recrusul (RCSL4) avalia novo grupamento de ações

"A combinação de seu domínio dos principais acessos à internet, vários anos de dados de consumidores, abrangência sem igual de anunciantes e otimização dos sites para o Google cria uma barreira significativa para qualquer concorrente que tente igualar as capacidades do Google", afirmou o relatório.

No quarto trimestre de 2023, a Alphabet registrou lucro líquido de US$ 20,69 bilhões, com lucro por ação ajustado de US$ 1,64. O resultado representa um crescimento, em comparação com o lucro líquido de US$ 12,62 bilhões, ou US$ 1,05 por ação ajustado, em igual período de 2022.

GOGL34

Cotação

R$ 67,00

Variação (12M)

53,85 % Logo

Margem Líquida

24,95 %

DY

-%

P/L

25,13

P/VP

6,95