Quais são as empresas de bilionários que estão ajudando o Rio Grande do Sul?

JBS, Eurofarma e XP estão na lista.

Author
Publicado em 09/05/2024 às 17:13h - Atualizado 1 mês atrás Publicado em 09/05/2024 às 17:13h Atualizado 1 mês atrás por Elanny Vlaxio
As fortes chuvas atingiram 336 municípios (Gustavo Mansur/ Palácio Piratini)
As fortes chuvas atingiram 336 municípios (Gustavo Mansur/ Palácio Piratini)

Em meio à comoção pela tragédia que atinge o Rio Grande do Sul, bilionários brasileiros e empresas de grande porte estão se unindo para auxiliar as vítimas e contribuir para a reconstrução do estado. Como adiantado pelo Investidor10, diversas iniciativas de apoio já começaram a ser colocadas em prática.

No entanto, também vale citar quais as empresas de bilionários que estão se mobilizando para ajudar a população daquela região, confira a lista feita pela Forbes Brasil:

💲 A Ambev (ABEV3), sob a liderança de Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira da 3G Capital, anunciou que suspendeu a produção de cerveja em sua unidade de Viamão, na Grande Porto Alegre, para envasar água potável destinada à doação para os afetados no Rio Grande do Sul.

A Havan (HVAN3), pertencente ao bilionário Luciano Hang, anunciou nas redes sociais que doou mais de R$ 1,5 milhão e adiantará o 13º salário e o programa de participação nos resultados aos colaboradores impactados pelas enchentes.

Leia também: Chuvas no Rio Grande do Sul: Veja as empresas afetadas pela tragédia

A JBS (JBSS3) também anunciou que antecipará o pagamento do 13º salário para mais de 15 mil funcionários na região, totalizando cerca de R$ 30 milhões na economia local. Além disso, a empresa doará 40 toneladas de alimentos, 40 mil kits de limpeza e 2,6 mil cestas básicas por meio das redes sociais.

Além disso, o Banco Safra, controlado por Vicky Safra e família, doou R$ 1 milhão para iniciativas de ajuda na região, através do Movimento União BR e da Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais.

Já o Itaú (ITUB4), das famílias Setubal, Villella e Moreira Salles, anunciou uma ajuda de R$ 10 milhões destinada à União BR e ao fundo social da Azul Linhas Aéreas. O banco também promove a doação entre seus funcionários, igualando cada real doado, conforme informou o CEO Milton Maluhy Filho.

Como ajudar o Rio Grande do Sul: Estado recebe doações via Pix do Banrisul (BRSR6)

💰 A Porto (PPSA3), sob liderança do bilionário Jayme Garfinkel, ativou uma frota especial para operações em alagamentos, incluindo uma moto aquática, dois Marruás, um Unimog, uma picape lança, um guincho pesado e 10 socorristas.

A XP, dirigida por Guilherme Benchimol, realizou um investimento na União BR e colaborou com a instituição para arrecadar doações para as vítimas dos temporais.

Por fim, a Eurofarma, liderada pelo bilionário Maurizio Billi, uniu-se à Voar para coordenar o envio de doações, incluindo milhões de bolsas de soro fisiológico para hospitais do estado. A empresa também enviou medicamentos em colaboração com a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul.